História do Cubismo

História do Cubismo

Por

Este período da história da arte, surgido no século XX, é considerado um dos mais influentes. O Cubismo, devido as formas geométricas utilizadas (cubos, cilindros) distanciou-se dos padrões comuns de se fazer arte, enquanto outros estilos davam prioridade a perfeição, o Cubismo queria apenas ocupar um espaço nas tendências artísticas daquele tempo, afinal de contas, era um estilo de arte que podia ser apreciado de todos os ângulos.

Pablo Picasso foi o grande responsável por esse estilo nada comum de arte, foi com sua tela: Les Demoiselles d’Avignon, a qual demorou um ano para finalizar, este quadro foi o inicio do o estilo, isso aconteceu no ano de 1907 em Paris. O quadro do artista espanhol retratava uma mulher nua, contudo, não pintado com formas arredondadas, mas sim retangulares.

Porém, o estilo Cubista não era exclusividade de Picasso, os artistas que aderiam ao estilo também criaram obras importantíssimas, nomes como: Georges Braque, que além do cubismo possuía uma forte influência das culturas africanas, Paul Cézanne que costumava usar as formas geométricas para retratar uma natureza dentro das técnicas cubistas.

Esse período da arte possui duas divisões: Analítico e Sintético. Vejamos a primeira fase que compreende até 1912. A primeira fase do cubismo pode ser identificada devido a moderação das cores e também das formas geométricas que eram desmembradas de sua estrutura original, desta forma, o apreciador não deveria apenas apreciar a obra como também analisá-la para descobrir o que o artista quis passar ao concebê-la.

Já o Cubismo Sintético, teve início de 1912 em dia e, pode ser identificado pelas cores fortes que tornaram-se bem utilizadas, as formas também eram mais reconhecíveis com a utilização de letras, colagens e pequenas partes de jornal.

Também tivemos o Cubismo Cézanniano que vem antes do Analítico e Sintético, compreendendo os anos 1907 a 1909, o início do cubismo e a forte presença dos trabalhos de Paul Cézanne.

Os artistas mais conhecidos do Cubismo em sua maioria são Europeus, são eles: os precursores, Braque e Pablo Picasso, e aqueles que adotaram o cubismo em seus trabalhos: Fernand Léger, Marcel Duchamp, Roger de La Fresnaye, Juan Gris e Albert Gleizes.

O Cubismo também esteve presente no Brasil, logo após a Semana de Arte Moderna de 1922, porém, os artistas que aderiram ao movimento, não possuíam as características exclusivas desse estilo de arte, imprimindo em suas telas apenas a influência desse estilo artístico, como por exemplo: Rego Monteiro, Anita Malfatti, Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral.

Leia também! Assuntos relevantes