Hiparco

Um dos matemáticos e astrônomos mais importantes do período alexandrino, Hiparco é considerado o fundador da astronomia científica. Hiparco nasceu no século II a.C em Nicéia, na Bitínia. Viveu em Alexandria, mas trabalhou sobretudo em Rodes, entre 161 e 126 a.C. Destacou-se pelo rigor de suas observações e segurança das conclusões a que chegou, descobertas fundamentais para a astronomia. Rejeitou a visão heliocêntrica do universo proposta por Aristarco de Samos e descartou os ensinamentos da astrologia. Num catálogo com 850 estrelas, determinou as coordenadas celestes de cada uma delas e dividiu-as em seis magnitudes, de acordo com a luminosidade. O trabalho foi inspirado pela descoberta de uma estrela nova em 134 a.C. Calculou a duração do ano com uma aproximação de 6min30s, inventou um dioptro especial que usou para medir com precisão as variações no diâmetro aparente do Sol e da Lua, introduziu na Grécia a divisão babilônica do círculo em 360o e a divisão do grau em sessenta minutos de sessenta segundos e inventou um método para a resolução de triângulos esféricos.

É conhecido, principalmente, pela descoberta da precessão dos equinócios, fenômeno causado por um deslocamento anual dos pontos equinociais, ou seja, as interseções da eclíptica (plano da órbita da Terra) e do equador celeste (resultante da projeção do equador terrestre). Hiparco observava a posição das estrelas e comparava os resultados de suas medições com as de Timócaris de Alexandria, que vivera 150 anos antes, ou com as dos astrônomos babilônicos, ainda mais antigos. Descobriu assim que as longitudes celestes obtidas divergiam muito e atribuiu esses resultados à precessão, que calculou em 45" ou 46" de alteração anual. Os valores aproximam-se do que se aceita modernamente (50"26) e superam o valor proposto por Ptolomeu (36"). Hiparco criticou a obra geográfica de Eratóstenes e empregou rigorosos princípios matemáticos para a localização de pontos na superfície da Terra. Inaugurou o sistema de localização pelo cálculo de longitude e latitude e dividiu em zonas climáticas o mundo habitado então conhecido.

Para a cartografia, criou um método de projeção estereográfica. As últimas notícias a respeito da vida de Hiparco datam de 127 a.C. Acredita-se que tenha morrido em Rodes, pouco depois dessa data.



Fonte: http://mathematikos.psico.ufrgs.br/disciplinas/ufrgs/mat010392k2/ens22k2/xyz/hiparc.htm

Leia também! Assuntos relevantes