Guerra dos Mascates

Guerra dos Mascates

Por

A Guerra dos Mascates aconteceu em Pernambuco, entre 1710 e 1711. O conflito teve caráter nativista e ocorreu especificamente nas cidades de Olinda e Recife.

A Guerra dos Mascates aconteceu depois que os senhores de engenho de Olinda pediram dinheiro emprestado aos comerciantes de Recife. Essa medida foi necessária por causa da crise do açúcar no mercado europeu. Os mascates de Recife realizavam empréstimos com altas taxas de juros.

Com a crise econômica de Olinda instaurou-se um período de incertezas. Olinda e Recife começaram a brigar pelo poder político em Pernambuco, mas os comerciantes portugueses de Recife levavam a melhor por conta do favorecimento que tinham da Coroa.

Marcado por um forte sentimento antilusitano, o conflito entre Olinda e Recife ganhou proporções. Com a emancipação de Recife, que recebeu o título de vila independente, o mal-estar aumentou ainda mais. Os olindenses queriam, a todo custo, o controle político da região e passaram a lutar por igualdade de tratamento perante à Coroa Portuguesa.

Em 1711, os mascates de Recife invadiram Olinda, destruindo engenhos e vilas. A guerra só terminou depois que a Coroa Portuguesa escolheu um novo governante para a região: Felix José de Mendonça, responsável por apoiar os mascates portugueses e ordenar que os latifundiários de Olinda fossem presos.

Leia também! Assuntos relevantes