Guerra do Pacífico

A Guerra do Pacífico aconteceu entre 1879 e 1883. O conflito envolveu o Chile e as forças conjuntas da Bolívia e do Peru. Essa guerra teve motivações territoriais. Chile e Bolívia brigavam pelo domínio de uma região do Deserto de Atacama, rica em recursos naturais.

Após os anos de conflito, o Chile finalmente conseguiu anexar as áreas disputadas ao seu território. O Peru perdeu sua província de Tarapacá e a Bolívia perdeu sua província de Antofagasta.


Contexto histórico da Guerra do Pacífico

A Guerra do Pacífico começou por causa de atritos entre Bolívia e Chile. Ambos os países desejavam controlar parte do Deserto de Atacama, um território que já contava com a atuação de empresas chilenas que empregavam capital britânico. A região era usada para a exploração de minérios.

A riqueza da região gerou, então, conflitos de interesses e disputas comerciais entre os países. A crise diplomática causada pela situação levou à guerra. Os países brigavam por limites territoriais. Bolivianos e chilenos travavam uma intensa disputa por soberania.

Apesar dos tratados que já haviam sido assinados sobre limites territoriais, os chilenos buscavam maneiras de expandir seu domínio na região, a fim de controlar integralmente a indústria de mineração.

Em 1878, o então presidente boliviano, Hilarión Daza, decretou um aumento das taxas cobradas das companhias chilenas que exploravam o minério na área litorânea da Bolívia. Os chilenos protestaram e se recusaram a pagar a sobretaxa.

Após esse conflito, o Chile enviou um navio de guerra para a região, fato que ocorreu em dezembro de 1878. A Bolívia tratou de sequestrar os bens das empresas chilenas e agendou um leilão para 14 de fevereiro de 1879. Neste mesmo dia, uma tropa com 200 soldados chilenos ocupou a cidade de Antofagasta.

A guerra entre Bolívia e Chile foi oficialmente declarada no dia primeiro de março de 1879. A Bolívia recorreu a um tratado de defesa com o Peru para conseguir apoio para a guerra. Contudo, o governo peruano, que já temia uma derrota contra o exército chileno, preferiu propor um acordo.

Guerra do Pacífico: Bolívia e Chile

Um diplomata peruano foi enviado ao Chile, mas o país não aceitou negociar e declarou guerra tanto à Bolívia quanto ao Peru. As relações diplomáticas entre os países foram cortadas e a guerra foi declarada em 5 de abril de 1879.

Apenas em 1884, a Bolívia assinou a trégua, transmitindo ao Chile o controle da costa pacífica, onde estavam importantes reservas de cobre e nitrato. Em 1904, um tratado entre os países tornou esse acordo permanente.

Como retorno à trégua boliviana, o Chile concordou em construir uma ferrovia para ligar a capital do país, La Paz, ao porto de Arica, estabelecendo o livre trânsito para o comércio boliviano pelos portos chilenos.

Leia também! Assuntos relevantes