Grilo


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Grilo

Da mesma ordem que os gafanhotos e baratas (Orthoptera), pertencem a subordem Ensifera, família Gryllidae. Apresentam o corpo dividido em três partes (cabeça, tórax e abdome). Diferente dos gafanhotos, possuem um par de antenas longas e filiformes (com exceção da subfamília Gryllotalpidae - grilos toupeiras) ligadas a cabeça. As asas são estão presentes em número de quatro, sendo as asas do par anterior mais espessadas, denominadas tégminas. Três pares de patas estão ligadas ao tórax sendo o último par (o posterior) mais longo e com um fêmur mais musculoso, adaptado ao salto. A metamorfose é do tipo gradual ou incompleta (hemimetábolos).

São insetos cantores e a maioria canta tanto de dia como de noite. O som é produzido por estridulação, ou seja, o animal atrita uma parte do corpo contra outra. Apresentam um órgão auditivo (tímpanos ovais) na base das tíbias das patas anteriores. Os grilos produzem os sons atritando a quina da base de uma das asas anteriores (a palheta) contra uma elevação estriada do lado ventral da outra asa anterior (a lima). Ambas as asas apresentam uma lima e uma palheta. O canto desempenha importante papel no comportamento, sendo que cada espécies apresenta canto diferente, principalmente quanto ao ritmo.

Para se produzir o som, o inseto levanta as asas anteriores e realiza um movimento de vai-e-vem com elas (em geral, apenas o movimento de fechar as asas produz o som). É chamado de pulsação o som de um único movimento das asas anteriores. A pulsação caracteriza as diferentes espécies, seja pelo caráter, freqüência ou modo como são agrupadas. Nos grilos as pulsações são relativamente musicais, isto é, tem uma freqüência definida e podem ser mantidas num ritmo regular por um tempo considerável ou podem ser emitidas em curtos intervalos, chegando a durar menos de um segundo.

São encontrados em uma diversidade grande de habitats. Muitos grilos podem ser encontrados sobre cascas de árvores ou arbustos, outras em campos com vegetação rasteira (herbácea). Algumas espécies, como o grilo-toupeira (Glyllotalpa hexadactyla) pode ser encontrado até a 20 cm abaixo da superfície de solos úmidos. Já os indivíduos da subfamília Myrmecophilinae ocorrem em ninhos de formigas. Em geral, podem ser encontrados indivíduos de poucos milímetros a até 5 cm. No entanto, grilos neozelandeses podem chegar a 15 cm de comprimento e pesar cerca de 25 gramas; na Indonésia algumas espécies chegam a medir o dobro deste (cerca de 30 cm).

São de grande importância econômica, pois alimentam-se plantas (são fitófagos), chegando a causar estragos em culturas agrícolas. Algumas espécies depositam seus ovos na casca de árvores ou nos tecidos do caule das plantas e dessa maneira as larvas causam grandes danos às plantas. Podem alimentar de matéria orgânica de origem animal, de insetos ou de fungos.

Alguma espécies se defendem utilizando os esporões presentes na tíbia do último par de patas. Quando ameaçados, encostam o abdome sobre o solo e levantam as patas deixando as perpendiculares ao solo, com os esporões apontando para frente. Ao atacar reclina as patas para frente, cravando os espinhos provocando dolorosa ferida no oponente.


Fonte:
http://www.sosprofessor.hpg.ig.com.br/ciencia_biologica/grilo.htm





Saiba mais

Buscas relacionadas a Grilo em Biologia.


[ Pesquisa escolar lida 24753 Vezes - Categoria: Biologia ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Vitaminas
Fundamentais para a manutenção dos processos biológicos vitais, as vitaminas só começaram a ser estudadas no início do século XX. Já bem antes, porém,...
Lido: 28428 Vezes

Fisiologia - O Transporte de O2 e CO2
O transporte do O2 A combinação dos pigmentos respiratórios com o O2, ou a separação dessas substâncias, depende da pressão parcial desse gás. No...
Lido: 58923 Vezes

Evolução Humana
A milhões de anos a terra foi habitada por hominídeos que procuravam sobreviver por meio da recolecção de alimentos, da caçã e pesca. Trabalhavam a ...
Lido: 213683 Vezes

O Reino Metazoa ou Animalia
Aqui se enquadram todos os seres vivos que são qualificados tipicamente como animais. O reino é extremamente heterogêneo e as características mais...
Lido: 28596 Vezes

Sistema Locomotor
Os músculos, tendões e ossos são responsáveis pelo movimento. O sistema locomotor compreende todos os elementos que colaboram com as funções do mov...
Lido: 2940 Vezes

O Sistema Circulatório
Todas as células do nosso organismo têm necessidade, para manter-se em vida e desempenhar as suas funções, de receber oxigênio e materiais nutritivos....
Lido: 7729 Vezes

Tecido Nervoso
O tecido nervoso atua com uma estrutura sensível que ao ser estimulado conduz os impulsos nervosos de maneira rápida e, às vezes, por distâncias grand...
Lido: 25844 Vezes

Suor
O suor humano é produzido pelas glândulas sudoríparas presentes na derme. São cerca de dois milhões de glândulas sudoríparas espalhadas pelo corpo hum...
Lido: 1067 Vezes

Mamíferos
O desaparecimento dos grandes répteis, há dezenas de milhões de anos, na era mesozóica, assinalou o começo da ascensão de pequenos animais, tímidos e ...
Lido: 80731 Vezes

Esclerênquima
Esclerênquima é tecido de sustentação dos vegetais, caracterizado por células de paredes primária e secundária espessadas. Ele é constituído por escle...
Lido: 7153 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.