Governo Castelo Branco

O governo do Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco aconteceu entre 15 de abril de 1964 e 15 de março de 1967. Ele foi o vigésimo sexto presidente do país.

Castelo Branco era Chefe do Estado-Maior do Exército e esteve diretamente ligado ao golpe militar de 1964, responsável por destituir o então presidente João Goulart. A intervenção militar tinha o intuito de derrotar as elites reformistas de esquerda e centro-esquerda no Brasil.


Fatos marcantes do governo Castelo Branco

Durante o governo Castelo Branco houve a instauração do Ato Institucional 2, que acabou com os partidos políticos no Brasil e conferiu poderes absolutos ao presidente. Essa medida dava ao governante do país a liberdade para cassar mandatos de deputados e determinar eleições indiretas.

Ainda neste governo, o Brasil tentava conquistar o apoio dos Estados Unidos nos âmbitos militar e político. Outro fato marcante é que Castelo Branco também foi o responsável por dar ao presidente o poder de suspender poderes políticos por dez anos. Essa decisão atingiu políticos como João Goulart, Leonel Brizola, Juscelino Kubitschek e Jânio Quadros.

O governo Castelo Branco também foi marcado por prisões, violência e perseguições. Diversos líderes sindicais, religiosos, estudantes e operários foram presos neste período.

Também durante o governo do marechal Castelo Branco, o Brasil cortou sua relação diplomática com Cuba. Essa foi uma das medidas para atrair o apoio dos Estados Unidos.

Nessa época, o número de pessoas enviadas para o exílio também aumentou. Neste governo, a população foi obrigada a aceitar e acatar as leis militares e as imposições dos Atos Institucionais.

O governo do presidente Castelo Branco ainda foi responsável por criar, em 1964, o SNI – Serviço Nacional de Informações. O Conselho Monetário Nacional, o Banco Central, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) também surgiram e se fortaleceram nesse momento.

Outro marco do mandato aconteceu em 1967, com a criação da Lei de Imprensa.


Economia

Na economia, Castelo Branco desenvolveu o PAEG – Plano de Ação Econômica do Governo, que tinha a intenção de conter a inflação e estimular o crescimento do Brasil. A área econômica foi conduzida pelo Ministro do Planejamento, Roberto Campos, mas não foi bem-sucedida, colocando o país em uma crise marcada por muito desemprego e uma diminuição drástica da renda da população.


Fim do governo Castelo Branco

O Marechal Castelo Branco foi substituído pelo Marechal Costa e Silva. Castelo Branco morreu quatro meses depois de deixar a presidência, no dia 18 de julho de 1967, aos 69 anos de idade. Ele foi vítima de um acidente aéreo.

Leia também! Assuntos relevantes