Ginática Alternativa


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Ginática Alternativa

A ginátistica alternativa engloba modalidades de origem oriental e de baixo impacto. Modalidades essas como: Pilates, Lian Gong, YOGA e Shiatsu.

Esse tipo de ginástica também é chamada de Ginástica Terapêutica por tratar má postura corporal e disfunções orgânicas causadas por stress. Indicado também para tratar pessoas que sofreram algum tipo de acidente (reabilitação física).




Pilates

O que é o método Pilates?

O Método Pilates foi elaborado no começo do século vinte pelo atleta alemão Joseph H. Pilates como um sistema de exercícios para melhorar a flexibilidade, consciência corporal, equilíbrio e força, sem a hipertrofia muscular.

Pilates acreditava que o estilo de vida moderno, má postura corporal e respiração ineficiente ocasionavam saúde ruim. Pilates estudou várias disciplinas atléticas para desenvolver o método de exercícios que recebeu seu nome.


Por que praticar o Pilates?
O método Pilates é indicado para reabilitação física, condicionamento físico geral e bem-estar. Ele promove a harmonia, flexibilidade e equilíbrio muscular e, uma vez que a aula é supervisionada por um professor que orienta um aluno ou pequenos grupos, é direcionado às necessidades de cada pessoa. Desta forma, o Pilates pode ser praticado por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento físico. Além disso, o Pilates ainda trás como benefícios a melhoria da concentração, coordenação motora e consciência corporal.


Como é o método Pilates?
O método Pilates consiste em mais de 500 exercícios utilizando 9 aparelhos com o objetivo de desenvolver o corpo harmoniosamente. Os exercícios são rítmicos de força e alongamentos, e demandam concentração e controle do corpo. Ao invés de realizar várias repetições, o método Pilates requer que os exercícios sejam feitos com menos repetições e com movimentos precisos. Muitos exercícios são baseados no Hatha Yoga, respiração profunda, meditação e exercícios gregos e romanos.






Lian Gong

Lian Gong - Ginástica Terapêutica Chinesa

O Lian Gong em 18 Terapias foi desenvolvido na China, Shangai em 1974 pelo médico ortopedista Dr. Zhuang Yuen Ming.

Surgiu como um dos primeiros sistemas de prática corporal que, mantendo como base as milenares artes corporais chinesas, incorporava também os modernos conhecimentos da medicina ocidental.

O Lian Gong compõe-se de duas partes, a primeira trata de desequilíbrios e dores no corpo e previne o seu aparecimento; a segunda trata as tenossinovites e disfunções dos órgãos internos, assim como as dores nas extremidades das articulações, prevenindo igualmente o aparecimento dessas disfunções.

PARTE 1: Prevenção e tratamento de dores no pescoço, ombros, costas, região lombar, glúteos e pernas.

PARTE 2: Prevenção e tratamento de dores nas articulações dos membros superiores e inferiores, de tenossinovites e desordens funcionais dos órgãos internos.

A execução das 6 séries do Lian Gong tem a duração de 24 minutos. Os exercícios são simples, acessíveis a pessoas de todas as idades e podem ser realizados em qualquer lugar sem necessidade de roupas especiais ou de equipamentos.

Lian Gong é o trabalho persistente e prolongado de treinar e exercitar o corpo físico, com o objetivo de transformá-lo de fraco para forte e de doente para saudável.


Como é a Ginástica
Todos os exercícios são feitos na postura em pé, acompanhados por uma música especialmente desenvolvida para a prática, sem necessidade de roupas especiais, e utilizando uma respiração natural.

A característica básica dos exercícios é a fusão de movimentos de alongamento com tração, controlado pelo praticante, dentro de seus próprios limites. Assim, esta ginástica, agindo de forma suave sobre os sistemas circulatório e articular, mobiliza o tônus muscular, suaviza os enrijecimentos e estimula a “lubrificação” das articulações.

A prática constante destes exercícios tem se revelado como um excelente instrumento na correção postural dos praticantes, bem como na melhora geral do indivíduo, combatendo os sintomas do stress, as ansiedades e irritabilidades além das ações positivas localizadas, específicas de cada exercício.

Por outro lado, tem-se notado nas práticas aplicadas junto a empresas, que o Lian Gong, por não ter um caráter competitivo mas sim de aprimoramento individual, estimula sobremaneira a integração entre aqueles que o praticam.

Lian Gong em 18 Terapias não é uma panacéia para todos os males, mas com certeza é uma prática que reúne conceitos ocidentais e orientais com uma simplicidade, eficácia e alegria não encontradas em outras práticas.






YOGA

O QUE É YOGA?
Yoga é um conceito geral que representa o inteireza de todos os princípios Cósmicos. A palavra Yoga significa União, nós podemos chamar de Deus, Energia Cósmica, Amor ou Yoga.

A YOGA
Hoje em dia a palavra Yoga aparece freqüentemente em nossa vida quotidiana. Podemos acha-la em livros, jornais, rádio, conferências ou durante uma conversa com amigos. Provavelmente você já se deparou com este conceito, e criou sua própria opinião sobre Yoga. Talvez você associe a palavra Yoga com um corpo saudável e elástico em uma postura incomum, ou um iogue imóvel em meditação, ou com uma filosofia oriental. Yoga é tudo isso e ainda muito mais.

É muito difícil defiir Yoga em algumas poucas palavras (algumas tentativas podem ser achadas aqui). Mas seguramente Yoga é um dos sistemas mais completos e universais: é uma visão completa da vida, da humanidade e todos os seres viventes, e do Cosmos inteiro. Yoga nos ensina que todos os aspectos da vida mencionados acima são inseparáveis e conectados, e que só por realização e experiência desta perfeição nós podemos satisfazer nossa fome interna de conhecimento e felicidade Eterna.

A ciência da Yoga é um precioso presente dos Sábios hindus que atingiram a completa realização das leis da existência. Apesar de que o Yoga geograficamente se origina na Índia, sua sabedoria antiga é universal e eterna.

VAMOS DAR UMA OLHADA NO YOGA
1 - Um princípio Cósmico Universal, um sistema de métodos e técnicas para o desenvolvimento pessoal.

2 – Um caminho espiritual não-dogmático e universal.

3 – A palavra Yoga significa União.

4 – Podemos chamá-la: Deus, Energia Cósmica ou Amor.

Há milhares de sistemas Solares no Universo e a existência deles é governada por alguma Consciência. Esta Consciência eterna, inalterável e constantemente desperta é "PARABRAHMA", que está presente em todo átomo. PARABRAHMA não é uma pessoa; este princípio não tem forma nem nome. Nós, podemos chamar isto de Luz, Som, Absoluto, Verdade, Eternidade. Este princípio mais alto que equilibra e preserva a criação inteira, é Yoga.

No Bhagavad Gita, Krishna diz a Arjuna: "Eu dei esta Yoga ao Sol". Como é que nós podemos entender isto? O Sol também não é uma pessoa... O Sol é ima parte do universo, sua luz e energia possibilita e preserva nossa vida. Este poder ou energia que pela união e condensação se tornou o Sol, é a Yoga da qual Krishna fala. Esta Yoga, este princípio, é então muito mais velho que a humanidade e não é algo que foi inventado pelo ser humano.

O interesse do gênero humano pelo Yoga, despertou quando perguntas fundamentais surgiram nas mentes humanas: Quem sou? De onde venho? Para onde vou? Por que estou aqui? Estou cumprindo minha tarefa?

Desde o começo da humanidade, o homem tenta resolver o mistério do significado de vida. Nós sabemos por experiência, que Vida é conectada ao sofrimento. Todo ser vivente está se esforçando para ser feliz de uma maneira ou de outra. Mas tudo em que nos agarramos com esperança, cedo ou tarde nos desaponta ou desaparece e nós nos achamos novamente no começo de nossa busca. Mas nós realmente somos nada mais que folhas impotentes levadas pelo vento do destino e circunstâncias que nós não podemos mudar.

Muitos mil anos atrás na Ásia antiga um ensino emergiu, oferecendo uma perspectiva diferente do mundo e o universo, uma filosofia nova e talvez – a solução. Esta ciência, a filosofia Yoga-Vedanta, foi desenvolvido pelos sábios iogues hindus que por meditação profunda atingiram o conhecimento completo de todas as leis da existência, tendo achado o significado da vida, e libertos da oscilação entre prazer e dor. Eles eram guiados pela vontade de ajudar todas as pessoas em diferentes situações da vida, sem utilizar qualquer instrumento externo. Eles estavam procurando um método que só dependeria das coisas que estão disponíveis a todo mundo: corpo, intelecto e mente. A essência da filosofia de Vedanta é a unidade (não-dualidade) de toda a existência – todos nós somos Um. Isto pode ser duro entender e até mais duro de perceber. Todos nós dizemos: meu corpo, minhas mãos, minha cabeça, meus pensamentos, meus sentimentos... e todos nós nos identificamos com a palavra "eu". Mas quem é que pode dizer: isto é meu e isto sou eu? Você não é este corpo, intelecto, pensamentos, sentimentos ou experiências. Você tem tudo isso mas este não é você. Quem então você é?

Você é o Eu, o ATMA imortal.

Façamos uma experiência: alguém segure um livro de outra pessoa na mão e pergunte a esta pessoa de quem é o livro. O gesto da pessoa indicará a quem pertence o livro. Seguramente a pessoa apontará para o centro de seu tórax e dirá assim que o livro é dele. Este gesto não depende de sua cultura, país ou raça, é internacional e universal. A pessoa não apontou para cabeça ou garganta, mas para a área do coração. Nós podemos dizer, que isto o que nós chamamos "Eu", tem seu lugar em nossos corações. O Eu, o Atma mora em nossos corações. É uma luz divina, vivente eternamente, o Atma é vida. O iogue diz: "Eu sou SENTAR-CIT-ANANDA ATMA" – eu sou verdade, pura consciência, eu estou feliz, eu sou o Eu Divino.

Como nós podemos explicar as palavras "Nós somos todos Um"? Pegue vinte xícaras e as encha de água. Coloque-as em seu jardim em uma noite de lua cheia e dê uma olhada nelas. Em todas as xícaras você verá a lua na superfície da água. Mas há vinte luas no céu? Não, há uma única que se reflete em todas as xícaras. Então nós dizemos: Um em Tudo e Tudo em Um.

Em todos os seres viventes, nos humanos como também nos animais, mora o mesmo Atma que é pura luz divina. Deus se reflete em todos os seres viventes da mesma maneira que a lua se reflete em xícaras diferentes. Se a água não é pura bastante ou se a superfície não é calma, a reflexão não estará clara. Alua no céu, porém, sempre é a mesma, intacta, só sua reflexão muda de xícara a xícara. Semelhantemente, Deus sempre está dentro de nós, mas nós não estamos atentos a isto porque nossa mente e consciência não são puras e calmas o bastante.

Nós podemos ver Deus? E com que olhos? Deus tem dois aspectos: NIRGUNA e SARGUNA. NIRGUNA é a sua forma universal que não pode ser vista com nosso olhos físicos. Nós podemos percebe-la com nossas sensações internas como uma luz ou Som transcendental, ou experimenta-la como o conhecimento universal e sabedoria. E se você quer ver Deus na forma de SARGUNA, olhe a criação e a descubra em todos os seres viventes. Deus se reflete em todas as xícaras da vida.

Todo o mundo gostaria de ser saudável, satisfeito e feliz e nós estamos todos nos esforçando a nosso próprio modo para alcançar isto. Mas especialmente hoje em dia as pessoas sofrem no mundo inteiro, mais que nunca na história na história da humanidade, de tensão e fardos, que não conseguem lidar mais. Depois de numerosas e fracassadas tentativas de relaxar, as pessoas normalmente acham conforto em tranqüilizantes, pílulas, álcool e semelhantes.

Yoga nos ensina, aquela paz e satisfação que só podem ser atingidas equilibrando nosso ser inteiro em todos os níveis de existência. Nós sabemos que nós temos muitos aspectos: corpo físico, corpo mental, corpo sutil e corpo causal. Se queremos estar felizes e satisfeitos, nós temos que equilibra-los. A Yoga nos oferece métodos e técnicas, num modo perfeito para alcançar esta meta. A Yoga nos conduz sistemática e gradualmente por posturas corporais (asanas), exercícios respiratórios (pranayama), relaxamento, contemplação e modo positivo de pensamento, para saúde física, tranqüilidade e conhecimento de si mesmo. Eles também nos ajudam a deixar todas as ilusões e complexos que surgem como obstáculos, para alcançarmos uma existência feliz e cheia de vida.

Yoga é, em primeiro lugar, um modo prático – onde temos a oportunidade de alcançar tudo por nós mesmos. Ninguém pode nos dar saúde, felicidade e satisfação, nem nós podemos as comprar ou as atingir por meios externos. A saúde, felicidade e satisfação moram dentro de nós mesmos e só nosso próprio esforço nos ajudará a os achar e perceber.

Em nosso modo para o Auto-realização nós descobrimos todas nossas qualidade internas e sentimentos gradualmente, sejam eles bons ou ruins. É dito, que o caminho de Yoga às vezes é mais duro que a briga de um soldado heróico, pois um iogue tem que conquistar os seus inimigos internos como luxúria, raiva, apego, cobiça, ciúme e orgulho. Nesta batalha, é muito importante que nos entendamos e nos aceitamos sem qualquer sentimento de culpa ou decepção, e que estejamos preparados para deixar todos os maus hábitos que estejam impedindo o fluir do nosso verdadeiro Eu.

Yoga é um sistema de exercícios e métodos que podem nos conduzir a iluminação, mas só se eles são praticados com confiança, disciplina e decisão firme. Estes exercícios e técnicas são uma parte do tesouro que é o antigo conhecimento, que foi passado dos professores espirituais para seus discípulos por muitos milhares de anos.

Yoga consiste em vários modos que são conectados. Toda fase de nosso desenvolvimento requer um tipo particular de disciplina de yoguica que novamente depende da natureza interna do discípulo. Yoga de Karma é o modo de trabalho abnegado para o benefício de todos os seres viventes. Yoga de Bhakti é a realização do amor e devoção aos princípios nobres. Yoga de Gyana significa o desenvolvimento do conhecimento e entendimento das leis da existência. Yoga de Raja consiste em técnicas e exercícios que aumentam as habilidades de nosso corpo e desenvolvem os potenciais de nosso intelecto e mente.





Shiatsu

O que é Shiatsu?

O Shiatsu é um antigo e tradicional recurso terapêutico originado no Japão e consiste em técnicas de pressão com as mãos e dedos em pontos e áreas da superfície corporal a fim de tratar disfunções orgânicas, enfermidades e promover os equilíbrios energético, funcional e orgânico, sendo um importante recurso na prevenção do estresse emocional. O termo "Shiatsu" em japonês significa "pressão com os dedos". A Shiatsuterapia não deve ser confundida com a massagem ou com a Massoterapia. As técnicas abrangem manipulações dos Meridianos de Energia e dos Pontos de Acupuntura da Medicina Tradicional Chinesa, mas também podem incluir outros recursos acessórios, como a ventosaterapia, a moxabustão e a auriculoterapia.

Apesar de ser usada no Oriente como recurso único de tratamento, a Shiatsuterapia por si só é usada no Ocidente como recurso terapêutico acessório, não sendo recomendado de forma alguma que o paciente abandone o tratamento da Ciência Ocidental que estiver fazendo, e caso não esteja sendo acompanhado por um profissional da saúde, deve procurar um. O diagnóstico fornecido pelo shiatsuterapeuta através da Medicina Tradicional Chinesa e o diagnóstico fornecido pela Ciência Ocidental irão fechar o diagnóstico final do paciente, tornando o tratamento mais eficaz.

A primeira sessão de Shiatsu de um paciente dura em torno de 2 horas porque é composta da Anamnese e do Shiatsu propriamente dito. A anamnese consiste numa coleta de dados através de entrevista com o paciente, onde fazemos um histórico da doença atual segundo a Medicina Tradicional Chinesa. A anamnese é repetida depois de um grande número de sessões determinado pelo shiatsuterapeuta. O paciente pode estranhar este primeiro contato com o Shiatsu, pois durante a anamnese são feitas perguntas referentes ao sistema digestivo, sistema excretor, qualidade das fezes e urina, além da avaliação dos "pulsos chineses" e da língua. Uma fez feita a anamnese, inicia-se a sessão de Shiatsu, propriamente dita. O paciente deve vestir-se com o mínimo de roupas, que devem ser leves e confortáveis. Para homens, indica-se o uso de sunga de praia ou short, enquanto que para mulheres indica-se o uso de malhas de ginástica, ou roupa de praia (sunkini, biquini, maiô). A razão disto é que o shiatsuterapeuta valoriza muito o contato direto com a pele do paciente, mas deve-se sempre respeitar seu recato. O atendimento é feito em uma maca ou no chão com o auxílio de um colchonete, dependendo do paciente e do local. O paciente pode vir a sentir dor ao longo de algum Meridiano de Energia ou em algum Ponto de Acupuntura, mas também pode relaxar tanto que pode sentir-se sonolento. Há algumas reações curiosas durante a sessão que não são raras e nem preocupantes, como cócegas e choro. O limite de dor e de desconforto do paciente deve ser sempre respeitado.

As sessões seguintes sempre são iniciadas com um avaliação resumida e rápida do estado do paciente numa ficha de acompanhamento, não sendo necessária, como já foi dito, uma nova anamnese. Uma sessão de Shiatsu dura em média 45 minutos, podendo chegar a uma hora ou mais. Os tratamentos através do Shiatsu (duração de sessão, metodologia, abordagem, técnicas etc) variam segundo a formação do profissional e segundo a Escola de Shiatsu. Assim, não se espante se um dia um determinado shiatsuterapeuta for recomendado a você e o seu tratamento sequer se assemelhar com o anterior.





Fontes:
http://www.copacabanarunners.net/pilates.html

Geocities.com - Sociedade Paulista de Lian Gong
http://www.sitemedico.com.br/sm/materias/index.php?mat=965

http://www.indiasabedoria.hpg.com.br/yoga.html

http://www.fernandopin.hpg.com.br/shiatsu.htm





Saiba mais

Buscas relacionadas a Ginática Alternativa em Fatos Gerais.


[ Pesquisa escolar lida 78062 Vezes - Categoria: Fatos Gerais ]


Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
FIES
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.