Gerardus Mercator

Mercator, Gerardus Criador do termo "atlas" para designar uma coleção de mapas, Mercator inventou um sistema de projeção gráfica que facilitou aos marinheiros marcar sua localização e traçar a rota do navio.

Gerard de Cremer (ou Kremer), conhecido pelo nome latinizado Gerardus Mercator, nasceu em Rupelmonde, Flandres (hoje na Bélgica), em 5 de março de 1512. Em 1530, ingressou na Universidade de Louvain para estudar ciências humanas e filosofia e, dois anos depois, obteve o grau de mestre. Sofreu na época uma crise religiosa, por não conciliar o relato bíblico sobre a criação do universo com o de Aristóteles. Depois de dois anos em Antuérpia e Mechelen, retornou a Louvain, onde fundou um estabelecimento de estudos geográficos.

Seus trabalhos em colaboração com Gemma Frisius, matemático e filósofo, e Gaspar à Myrica, impressor e ourives, tornaram Louvain um centro de construção de instrumentos cartográficos e astronômicos. Em 1536, o grupo concluiu um globo terrestre e, em 1537, um celeste. Elaborou também um mapa da Palestina, um mapa-múndi, um mapa de Flandres e um manual sobre caligrafia itálica. Em 1544, acusado de heresia, foi preso pela Inquisição. Defendido pela Universidade de Louvain, voltou a seus estudos e pesquisas. Em 1554 publicou o grande mapa da Europa que lhe consolidou a fama de cartógrafo. Nomeado cosmógrafo do duque Guilherme de Clèves em 1564, dedicou-se ao aperfeiçoamento de sua projeção cilíndrica, conhecida como "projeção de Mercator". Nela, os paralelos são representados como retas paralelas e cada vez mais distanciadas entre si à medida que se afastam da linha do equador. Essa projeção produz planisférios de enorme distorção, mas é muito usada em cartas de marear, pois nela toda reta é uma linha de marcação verdadeira que permite ao navegador traçar um rumo em linha reta.

Mercator elaborou uma série de obras sob o título geral de Atlas. A primeira parte consta de uma cronologia do mundo, desde sua criação até 1568, publicada em 1569, e de uma edição crítica dos 27 mapas do geógrafo grego Cláudio Ptolomeu (1578). A outra parte consiste em mapas da França, Alemanha e Países Baixos, elaborados em 1585, e Balcãs, Itália e Grécia (1589). Mercator morreu em 2 de dezembro de 1594, em Duisburg, hoje na Alemanha.


Fonte: http://mathematikos.psico.ufrgs.br/disciplinas/ufrgs/mat010392k2/ens22k2/xyz/mercat.htm

Leia também! Assuntos relevantes