Futurismo

Futurismo

Por

No jornal francês Le Figaro de 20 de Fevereiro de 1909, foi publicado o Manifesto Futurista escrito pelo poeta italiano Filippo Marinetti. O movimento futurista rejeitava o passado e o moralismo e apreciava uma beleza peculiar inspirada na velocidade e na elevação da violência.

Este movimento se espalhou por todas as formas de expressões da arte, influenciou muitos artistas que acabaram constituindo posteriormente o movimento modernista, o principal foco foi na Itália e na França, onde muitos artistas acabaram se identificando com o fascismo.

A frase chefe do movimento futurista era: liberdade para as palavras. Era divulgada tanto em jornais quanto em propaganda, que acabou tornando-se uma forma de comunicação, já que era através dela que os militantes do movimento, utilizavam-na para divulgar suas ideias. O movimento humanista acreditava que era preciso higienizar o mundo, contudo, a forma de higienizar, era guerreando.

O movimento acabou enfraquecendo logo após a Primeira Guerra Mundial, entretanto, seu espírito inquieto, rebelde e rumoroso acabou refletindo em outros, como por exemplo: no dadaísmo e no concretismo, também no design gráfico e na tipografia moderna. Já em termos das artes, este movimento sofreu a influência do abstracionismo e do cubismo, mas, utilizando cores vivas e sobreposições de imagens e contrastes com intuito de valorizar a sensação do dinamismo.

Já na literatura, as grandes manifestações são provenientes da poesia italiana, que mantinha em suas linhas as causas políticas, utilizando-se frases fragmentas e espontâneas que davam a impressão de velocidade.

Leia também! Assuntos relevantes