Funções Oxigenadas

Funções Oxigenadas

Por

A mistura de átomos de carbono e átomos de oxigênio dá origem às Funções oxigenadas, grupos de produtos formados graças a característica do carbono de gerar cadeias e do oxigênio de obter características organogênicas.

As funções oxigenadas resultam em produtos que podem ser utilizados pela indústria e na composição de produtos de limpeza. São funções orgânicas oxigenadas: os álcoois, os fenóis, os aldeídos, as cetonas, os ácidos carboxílicos e os ésteres.

Veja as principais características das funções oxigenadas, formadas pelo elemento químico oxigênio:

Álcool – O grupo –OH, conhecido como hidroxila, quando ligado a um átomo de carbono saturado resulta na formação de um álcool.

Éter – Nesse caso, o grupo –O– se conecta com dois radicais de hidrocarbonetos. Os éteres são produtos químicos nocivos por causa de sua inflamabilidade e natureza explosiva.

Aldeído – Formados pela carbonila, grupo que tem um carbono e um oxigênio com dupla ligação, conectados a um hidrogênio na ponta de uma cadeia. São produtos utilizados na indústria de cosméticos.

Cetona - Tem uma carbonila entre os carbonos da cadeia principal. A acetona é o produto mais conhecido desse grupo, sendo muito utilizado como solvente de esmaltes.

Ácido carboxílico - Representado por –COOH, é a base dos ácidos orgânicos. São exemplos desse grupo, o ácido acético, o ácio cítrico, o ácido lático, o ácido pirúvico e o ácido salicílico.

Éster - São caracterizados pelo Carbono que faz ligação dupla com um Oxigênio e uma ligação simples com outro Oxigênio. Produzidos a partir da reação de um ácido orgânico e um álcool.

Fenol – Tem em sua estrutura uma hidroxila ligada a um anel benzênico. São semelhantes aos alcoóis, mas tratados como uma classe particular composta por ácidos fracos. O fenol é utilizado como desinfetante.

Leia também! Assuntos relevantes