Funções Orgânicas

Funções Orgânicas

Por

A química orgânica estuda os diversos compostos orgânicos que apresentam átomos de carbono. Esses átomos podem estar distribuídos em cadeias ou em átomos de carbono ligados a hidrogênio. Um exemplo clássico de composto orgânico é o metano (CH4).

Nas funções orgânicas, os compostos são classificados de acordo com os átomos que fazem parte de sua estrutura. Essa característica é usada para agrupar os compostos por funções orgânicas.

De uma maneira geral, os grupos funcionais orgânicos correspondem à estrutura molecular de cada substância. Quando os compostos apresentam o mesmo grupo funcional, damos o nome de Função Orgânica.

Na química, as principais Funções Orgânicas são: as cetonas, os aldeídos, os ácidos carboxílicos, os alcoóis, os fenóis, os ésteres, os éteres, as amidas e os haletos. Alguns compostos também possuem átomos de Oxigênio e Nitrogênio ou são Haletos, também apresentando ligação à cadeia carbônica e sendo considerados funções orgânicas.

A química orgânica se dedica a estudar todos os compostos formados por carbono. No caso das funções orgânicas, temos substâncias com propriedades químicas semelhantes. Sendo assim, os compostos apresentam um comportamento químico parecido.

O Carbono é um elemento tetravalente, ou seja, ele pode fazer até quatro ligações com outros elementos e átomos. Com várias cadeias carbônicas diferentes, a química já contabiliza mais de 15 milhões de compostos orgânicos.

Vídeo aula

Estes compostos são divididos em grupos de funções orgânicas para facilitar o seu estudo. Cada função orgânica tem um grupo funcional, o que significa uma estrutura da cadeia carbônica comum aos compostos que formam a função.

Leia também! Assuntos relevantes