Fóton

A luz foi sempre uma grande incógnita para o homem.

No início dos tempos, assim como até o século XIX, a suposição era de que a luz viajava a uma velocidade infinita, era instantânea.


Experiências realizadas por cientistas do século XIX, utilizando sistemas de espelhos posicionados a grandes distâncias, permitiram mostrar que a luz se propagava com uma determinada velocidade finita.


Começaram então a tomar forma pesquisas para descobrir-se a natureza da luz. Experiências como a de Young permitiram afirmar que a luz era uma onda eletromagnética, pois nesta experiência citada a luz passava por uma fenda fina e apresentava os fenômenos da difração e da interferência, fenômenos que apenas ocorrem para ondas.


No final do século XIX, no entanto, efeitos como o fotoelétrico mostravam um comportamento corpuscular da luz.


Finalmente, no início do século XX, Einstein comprovou a dualidade onda partícula da luz, dando o nome a partícula luminosa de fóton.

-> Planck e Einstein, tendo ambos recebido Prêmios Nobel, mostraram que a energia é quantizada, sendo enviada em pacotes de onda carregados pelos fótons, e um fóton possui a menor quantidade de energia existente.

-> A energia de um fóton é incrivelmente pequena, como podemos ver pela energia média de um fóton cuja freqüência está dentro da faixa do espectro visível, energia que é igual a 4 x 1019 joules. No entanto, temos que uma lâmpada comum de filamento incandescente de 100 W de potência emite cerca de 2,5x1020 fótons por segundo, o que faz com que a quantidade de energia transmitida seja significativa.

-> A energia de um fóton é calculada através da relação E = hv, onde h é a constante de Planck e v é a freqüência de oscilação da onda eletromagnética.

-> A emissão de um fóton ocorre durante a transição de um elétron de um átomo entre dois estados energéticos diferentes, pois o elétron passa de uma camada mais interna para uma mais externa do átomo quando recebe energia, e quando ele retorna para seu estado original, emite a energia correspondente a esta diferença sob a forma de um fóton.


-> Os fótons são partículas elementares que viajam com a velocidade da luz, e a massa deles existe apenas quando se movem à velocidade da luz, sendo que sua massa teórica de repouso é igual a zero, pois, de acordo com a Teoria da Relatividade, uma partícula que possui massa de repouso deveria ter uma massa infinita ao atingir a velocidade da luz, o que é impossível.

Enciclopédia digital 2002 www.enciclopedia.com.br

Quando a matéria (elétron) se choca com a sua anti-matéria (pósitron), ambas podem aniquilar-se mutuamente, em uma microexplosão de energia pura, produzindo, por exemplo, um fóton.
[54 pág. 181]

Um raio laser é constituído de fótons, partículas muito diferentes dos átomos de matéria sólida que formam os objetos e os seres vivos.
http://www.feparana.com.br/analise2002a.htm#Australianos


Fonte do texto:
http://www.guia.heu.nom.br/foton.htm

Leia também! Assuntos relevantes