Fernando Henrique Cardoso

Fernando Henrique Cardoso

Por

Fernando Henrique Cardoso é um influente político e sociólogo brasileiro, filiado e co-fundador do PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira. Ele nasceu no Rio de Janeiro, em 18 de junho de 1931, filho de uma família de militares de tradição nacionalista.

Aos 8 anos de idade, Fernando Henrique se mudou com a família para São Paulo, onde viveu durante a juventude. Ele estudou Ciências Sociais na Universidade de São Paulo (USP) e, em seguida, foi para Paris, onde cursou sua pós-graduação.

Após o golpe militar de 1964, Fernando Henrique se exilou no Chile e na França. Ele só voltou para o Brasil em 1968, ano em que se tornou professor de ciências políticas na USP. Meses depois, acabou aposentado compulsoriamente pelo Governo Militar.

Fernando Henrique fundou, junto com outros colegas pesquisadores, o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Em 1978, ele foi eleito suplente de Franco Montoro para o Senado pelo partido MDB - Movimento Democrático Brasileiro.

Em 1983, assumiu o cargo de senador. Em 1985, foi candidato a prefeito de São Paulo, mas perdeu para o ex-presidente Jânio Quadros. No ano seguinte, voltou para o Senado com 6 milhões de votos.

Em 1988, Fernando Henrique Cardoso ajudou a fundar o PSDB. Em 1992, foi ministro das Relações Exteriores do governo Itamar Franco e, em seguida, foi Ministro da Fazenda. O objetivo de FHC era criar um plano de estabilização econômica para o Brasil. Para isso, ele instaurou medidas de controle do déficit público e promoveu uma reforma monetária, lançando o chamado Plano Real.

Em 1994, Fernando Henrique disputou as eleições e foi eleito no primeiro turno, com 54,3% dos votos. O governo FHC foi marcado por um modelo de crescimento econômico e controle da inflação.

Em 1998, ele acabou reeleito presidente da República, vencendo novamente no primeiro turno, com 53,06% dos votos. Em seu segundo governo, FHC deu continuidade ao Plano Real e lançou políticas sociais de transferência de renda.

Depois de deixar a presidência da república, Fernando Henrique Cardoso voltou a dar aulas na Universidade de São Paulo, onde é professor emérito. Ele também passou pelas Universidades de Santiago (Chile), de Stanford e Berkeley (EUA), de Cambridge (Inglaterra) e pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, na França.

O ex-presidente também se dedicou a escrever livros e foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 2013.

Leia também! Assuntos relevantes