Estatística Descritiva

Estatística Descritiva

Por

A Estatística é uma ciência cujo campo de aplicação estende-se a muitas áreas do
conhecimento humano. Entretanto, um equívoco comum que deparamos nos dias atuais é que,
em função da facilidade que o advento dos computadores nos proporciona, permitindo
desenvolver cálculos avançados e aplicações de processos sofisticados com razoável eficiência e
rapidez, muitos pesquisadores consideram-se aptos a fazerem análises e inferências estatísticas
sem um conhecimento mais aprofundado dos conceitos e teorias. Tal prática, em geral, culmina
em interpretações equivocadas e muitas vezes errôneas...
Em sua essência, a Estatística é a ciência que apresenta processos próprios para coletar,
apresentar e interpretar adequadamente conjuntos de dados, sejam eles numéricos ou não. Pode-
se dizer que seu objetivo é o de apresentar informações sobre dados em análise para que se tenha
maior compreensão dos fatos que os mesmos representam. A Estatística subdivide-se em três
áreas: descritiva, probabilística e inferencial. A estatística descritiva, como o próprio nome já
diz, se preocupa em descrever os dados. A estatística inferencial, fundamentada na teoria das
probabilidades, se preocupa com a análise destes dados e sua interpretação.
A palavra estatística tem mais de um sentido. No singular se refere à teoria estatística e ao
método pelo qual os dados são analisados enquanto que, no plural, se refere às estatísticas
descritivas que são medidas obtidas de dados selecionados.
A estatística descritiva, cujo objetivo básico é o de sintetizar uma série de valores de
mesma natureza, permitindo dessa forma que se tenha uma visão global da variação desses
valores, organiza e descreve os dados de três maneiras: por meio de tabelas, de gráficos e de
medidas descritivas.
A tabela é um quadro que resume um conjunto de observações, enquanto os gráficos são
formas de apresentação dos dados, cujo objetivo é o de produzir uma impressão mais rápida e
viva do fenômeno em estudo.
Para ressaltar as tendências características observadas nas tabelas, isoladamente, ou em
comparação com outras, é necessário expressar tais tendências através de números ou
estatísticas. Estes números ou estatísticas são divididos em duas categorias: medidas de posição e
medidas de dispersão.

Leia também! Assuntos relevantes