Ernesto Geisel

Por

Ernesto Geisel foi presidente do Brasil. O político nasceu em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, em 3 de agosto de 1907.

Geisel era filho de imigrantes alemães. Ele estudou no Colégio Militar de Porto Alegre, e optou por uma carreira no exército. Geisel participou ativamente da Revolução de 1930, e lutou contra a Revolução Constitucionalista de São Paulo.

Ele ocupou os cargos de secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional, foi embaixador do Brasil no Uruguai e atuou no Estado-Maior das Forças Armadas.

Geisel também fez parte do movimento que deu origem ao golpe militar de 1964. Em 1969, ele assumiu a direção da Petrobrás e, depois, foi eleito indiretamente para assumir a presidência da república em 15 de março de 1974.

O governo de Geisel passou pelo fim do chamado "milagre brasileiro". Seu mandato enfrentou crises econômicas, alta da inflação e um quadro desfavorável para o desenvolvimento do Brasil. Para mudar essa situação, Geisel apresentou um projeto de abertura política do Brasil e a volta do sistema democrático.

Durante o governo Geisel aconteceram as mortes do jornalista Vladimir Herzog, em 1975, e do sindicalista Manoel Fiel Filho, em 1976. Em 31 de dezembro de 1978, Geisel revogou o AI-5, passo importante para o processo de redemocratização do país.

Geisel concluiu seu mandato em 15 de março de 1979. O presidente e militar morreu no Rio de Janeiro, em 12 de setembro de 1996.

Leia também! Assuntos relevantes