Ensino da Matemática

Ensino da Matemática

Por

INTRODUÇÃO:
Veremos nesse trabalho objetivos da matemática, a disciplina não pode ser reduzida a um conjunto de procedimentos mecânicose repetitivos, a base das aulas está em levar a turma a construir diversos caminhos para chegar aos resultados.

Os alunos se deparam com uma série de situações e desenvolvem capacidades para enfrentá-los. Essas capacidades lhes permitem, entre outras coisas, reconhecer problemas, buscar e selecionar informações. Já na escola, o ensino da matemática pode e deve potencializar esses capacidades, ampliando as possibilidades dos alunos de compreender e transformar a realidade.


O ENSINO DA MATEMÁTICA

- O papel da matemática no Ensino Fundamental
O objetivo geral de ensino e aprendizagem pelos parâmetros curriculares é aproximação progressiva dos alunos da compreensão do nosso sistema de numeração. Também tem como objetivo dar sequência numérica oral: descoberta da relação entre a numeração falada e a numeração escrita; descoberta da relação de ordem, regularidade e leis do sistema de numeração.

A concepção de que para progredir no aprendizado dos números é preciso ensiná-los um a um, seguindo a série numérica e classificando em unidades, dezenas e centenas, está caindo em desuso. Essa maneira de ensinar não leva em consideração um fato mais do que evidente: os alunos, antes de frequentar à escola, tem conteto diário com sistema numérico. Ao verem algarismo em calendários, telefones, preços de produtos, numeração das casas, painel do elevador, eles cosntroem representações sobre os números e tentam compreend~e-los, criando teorias próprias.


- A matemática e a contrução da cidadania
Avançar na construção de propostas para os anos iniciais em que a matemática possa ser usada pelos alunos como instrumento da construção de sua cidadania. Fazendo uso das resolução de problemas.

O significado da matemática para o aluno resulta das relações que ele estabelece entre ela e o seu cotidiano, entre outras aréas de conhecimentos e entre diferentes temas matemáticos ( números, operações, geometria, medidas, noções estatísticas etc.). Na busca de nova prática, é preciso considerar como princípio que:

. a matemática é um componente importante na construção da cidadania, na medida me que a sociedade se utiliza, cada vez mais, de conhecimentos científicos e recursos tecnológicos, dos quais os cidadãos tem o direito de se apropriar.

. a atividade matemática tem como base a análise e a reflexão deve ser enviada visando às capacidades dos alunos de resolver problemas, compreender e transformar sua realidade.

. o conhecimento matemático deve ser apresentado aos alunos como historicamente construído e em permanente tranformação. O contexto histórico lhes permitirá compreender a matemática em sua prática filosófica, científica e social e contribuir para a compreensão do lugar que ela tem no mundo.


- O aluno e o saber matemático
Os conteúdos nos PCN’S não são entendidos como listagem de conteúdos. Enfatiza a necessidade de entender a palavra conteúdos basicamente em três dimensões: conceitos, procedimentos e atitudes. Valoriza-se, portanto, muito mais a compreensão das idéias matemáticas e o modo como estas serão buscadas ( podendo esse modo de busca ser entendido e aplicado para as demais áreas do conhecimento) do que a sua sistematização, muitas vezes vazia de significado. Entendem-se os conteúdos como um meio para desenvolver atitudes positivas diante do saber em geral e do saber matemático em particular. O gosto pela matemática e o incentivo a procedimentos de busca exploratória, desenvolvendo uma atitude investigativa diante de situações-problema propostas pelo professor, são alguns exemplo dessa compreensão mais ampla do que ensinar e aprender em matemática.

Para que o seja inserido no mundo da relação social, a matemática contribui na compreensão das informações, pois a sua aprendizagem vai além de contar, calcular, ela nos permitte analisae, medir daods estatísticos e ampliar cálculos de probabilidades, os quais representam relações importantes com outras áreas do conhecimento.


- O professor e o saber matemático
Cabe aos educadores está envolvidos na formação continuada, colaborar para um melhor entendimento e, consequentemente, para o uso adequado das orientações contidas nos mesmos, evitando assim uma proposta que traga inovações importantes para não cair ao fracasso, por ser mal interpretado ou mal utilizado em sala de aula.

Para ensinar matemática é fundamental que, além de outros conhecimentos profisssionais, o professor tenha: conhecimentos dos conteúdos matemáticos que vai trabalhar; conhecimentos didáticos dos conteúdos ( ensinar e aprender matemática, transposição didática, contrato didático, hipoteses dos alunos), o conhecimento curricular ( formas de seleção e organização dos conteúdos, os aspectos metodológicos, formas de avaliação.

No ensino tradicional, era considerado bom professor, aquele que conseguia transmitir com clareza uma série de tópicos, sem grandes preocupações com justificativas sobre o “ por que” se fazia desta ou daquela maneira. Ensinar matemática hoje significa apresentar boas situações de aprendizagenm para que os alunos, orientados e desafiados pelo professor construam seus conhecimentos de forma a que compreendam o significado de conceitos e de procedimentos matemáticos.

O ensino de matemática deve preocupar-se não apenas com a memorização de técnicas e regras, mas com o desenvolvimento de capacidades de observar relacionar, comunicar, argumentar e com estímulo permanente as diferentes formas de raciocínio.


- Avaliação em matemática
Avaliação é um instrumento, quando bem aplicado mais eficaz na observação e verificação do aprendizado do aluno. É uma maneira do professor avaliar como está o desenvolviemto matemático de cada aluno.

Para que a avaliação seja válida e eficaz é preciso que seja contínua, dinamica e informal, pois o professor precisa coletar várias informações para que possa chegar a uma conclusão sobre conhecimento matemático do aluno.

O professor pode utilizar avaliação as chamdas provas ou testes, o professor estrá analisando apenas a capacidade que o aluno possui de memorizar técnicas e regras. Para que uma avaliação seja um instrumento que acompanha e analisa todo o desenvolviemnto do ensino/aprendizagem do aluno na disciplina de matemática, é preciso possuir os seguintes componentes: conceitos matemáticos, procediemntos matemáticos, atitudes e raciocínio, ou seja, é preciso que uma avaliação sejam trabalhados todos os conceitos matemáticos.


CONCLUSÃO:
Em resumo, o ensino-aprendizagem de matemática tem como partida a resolução de problemas.

Nesse processo, a comunicação tem grnade importância e deve ser estimulada, levando-se ao aluno a falar e a escrever sobre matemática, a trabalhar com representações gráficas, desenhos, construções, aprender como organizar e tratar dados.


Bibliografias:
- Brasil ministério da educação Parâmetros Curriculares Nacionais, Brasília, Secretaria da Educação Fundamental,1997.
- A revista nova escola ( edição especial


Texto enviado às 10:39 - 15 de dezembro de 2010
Autor: Josilene Queiroz Santos

Licença: Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes