Cultura Islâmica

Aos olhos dos ocidentais, a cultura islâmica pode parecer fechada e pouco atrativa, mas a verdade é que as manifestações culturais e a arte islâmica são bastante interessantes e misturam aspectos sociais e espirituais.

A comunidade islâmica é repleta de tradições. Esse povo tem valores rígidos, pratica a religião muçulmana com vigor e já contribuiu de forma direta com o desenvolvimento de diversos aspectos filosóficos do mundo.

Os povos do Oriente têm seus sábios e mentores religiosos, além de contarem com uma exuberante cultura árabe. As tradições se mostram nas danças, nos costumes, na gastronomia e nas representações religiosas.

Essa cultura enxerga o homem como um ser espiritual e da sociedade. A fé islâmica e a pesquisa científica são baseadas nos ensinamentos do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos.


Características da Cultura Islâmica

A Cultura Islâmica, também chamada de Cultura Muçulmana, é considerada heterogênea, pois diversos povos com perfis diferentes formam essa grande comunidade, especialmente em regiões da Ásia e da África. Contudo, em um aspecto a cultura islâmica se torna homogênea: ela preserva, segue e respeita a religião islâmica.

Alguns marcos da cultura islâmica precisam ser ressaltados, como:

  • A cultura islâmica é uma combinação da vida moral e política dos muçulmanos;
  • Essa cultura se originou com os pastores semitas, de várias tribos e povos que seguiam os ensinamentos do profeta Maomé;
  • A cultura islâmica é embasada nos preceitos do islamismo;
  • Essa cultura se diferencia entre muçulmanos Sunitas e Xiitas.

Um aspecto marcante da cultura islâmica é a sua arquitetura, formada por palácios e grandiosas mesquitas. Na decoração, a arte dos arabescos e as colunas torcidas são muito importantes e significativas para essa cultura.

Na filosofia, os grandes nomes são Aristóteles e Platão. Na literatura, as obras marcantes foram “As mil e uma noites”, “As Minas do Rei Salomão” e “Ali Babá e os quarenta ladrões”.


O Ramadã


O Ramadã

Outro aspecto essencial da cultura islâmica é o Ramadã. Pela lei muçulmana, é obrigatória a prática espiritual seguindo o calendário. No nono mês do calendário islâmico, as pessoas precisam fazer o jejum, evitando qualquer consumo de água e comida antes do pôr do sol.

Na culinária muçulmana, destacam-se os doces e o uso de grãos. Além disso, existem alimentos proibidos, como bebidas alcoólicas e carne de porco.

Os principais pratos da gastronomia islâmica são: peixes, gado, aves, cabras, carneiros, especiarias orientais, pão árabe, tabules, quibes, pasta de grão de bico (homus), coalhada, frutas secas, entre outros. Todos os alimentos devem ser consumidos com a mão direita, segundo determina a cultura muçulmana.

A cultura islâmica também prevê a Peregrinação à Meca, considerada a cidade sagrada; e aceita o casamento de um mesmo homem com até quatro esposas. Vale também destacar o papel designado às mulheres na cultura muçulmana. Em muitos países, elas vivem com diversas restrições de direitos.

Leia também! Assuntos relevantes