Cultura e pensamento Ocidental, do Renascimento ao século XX

Cultura e pensamento Ocidental, do Renascimento ao século XX

Por

A cultura e o pensamento do homem ocidental foram mudando ao longo da história, com grandes marcos durante o Renascimento e os séculos XIX e XX. Os processos de evolução aconteceram de forma significativa na Europa.

Com a transição do feudalismo para o capitalismo, o conhecimento e a cultura do homem mudaram radicalmente em termos de ideias, conceitos, valores e manifestações artísticas e intelectuais. Nesse período, o homem deixou de buscar a Deus para concentrar-se mais em si mesmo. Esse processo de transição foi iniciado nos séculos XIV e XVI, durante o Renascimento, tempo no qual o homem começou a buscar as ideias clássicas greco-romanas e passou a contestar os dogmas da Igreja Católica.

O Renascimento foi um momento marcante para as artes, a ciência e a literatura. Esse período foi marcado pelo racionalismo, pelo qual o homem tentava explicar o mundo por meio da razão. Os avanços humanos eram conquistados pela observação experimental, inclusive no que diz respeito às leis da natureza e à ciência.

Os grandes descobrimentos, o avanço da sociedade e o desenvolvimento das cidades foram acontecimentos importantes nesse processo de transição da cultura e do pensamento ocidental. A sociedade também passou a apresentar novas relações sociais e de trabalho, e os estudos matemáticos evoluíram muito.

O homem contemporâneo

A história do homem moderno também teve grande impacto nos séculos XIX e XX. A concepção da cultura e do pensamento ocidental foi influenciada por filósofos do humanismo. Esse período foi marcado por um rápido desenvolvimento das ciências, da geografia, das ciências econômicas e sociais, da tecnologia e do psiquismo. Essa evolução influenciou a reflexão do homem e levou a uma profunda mudança de comportamento.

Leia também! Assuntos relevantes