crise-cubana-dos-misseis Crise Cubana dos Mísseis - História - Grupo Escolar

Crise Cubana dos Mísseis

Crise Cubana dos Mísseis

Em 1959, na sequência de uma revolução triunfante, Fidel Castro substituiu o ditador Fulgêncio Batista.

Em 1961, o presidente Kennedy apoiou uma invasão de Cuba por emigrantes anticastristas, na baía dos Porcos, a qual foi subjugada. No decurso de 1962, iniciou-se a construção de bases para mísseis nucleares em Cuba, fornecidos pela URSS, o que constituía um claro desafio para os EUA, que reagiram impondo um bloqueio marítimo para impedir a chegada de mais mísseis.

Kennedy insistia na retirada dos mísseis de Cuba e Khrustchev contrapunha a exigência da retirada dos mísseis americanos instalados em bases próximas da URSS, sobretudo as da Turquia. Durante alguns dias o Mundo esteve suspenso perante a ameaça nuclear. A crise foi ultrapassada com a retirada dos mísseis a troco do compromisso de os EUA não invadirem Cuba e levou a uma viragem no sentido de negociações para a redução do armamento nuclear.

Fonte:
http://irradiardaguerrafria.blogspot.com

Fonte Imagem: http://veja.abril.com.br/historia/crise-dos-misseis/_img/imagens_edicao/especial-abre-1.jpg

Leia também! Assuntos relevantes