Costumes raros do Brasil

Costumes raros do Brasil

Por

Cada país tem seus costumes e tradições peculiares, que são praticados no interior e quase não chegam ao conhecimento da população. No Brasil, as regiões desse nosso país continental guardam uma série de costumes diferentes.

Confira alguns costumes raros do Brasil:

1 - Em um vilarejo do Rio Grande do Sul, a língua portuguesa é chamada de “brasileiro” e não é o idioma mais falado. A população de Silva Jardim, na Serra Gaúcha, fala um idioma chamado de talian, uma variação do italiano que já está ameaçada de extinção. O dialeto, trazido pelos imigrantes, é falado até na escola do vilarejo. Os moradores do local conversam misturando expressões do talian e do português.

2 – Algumas tribos indígenas do Brasil têm o costume de cometer o infanticídio, ou seja, elas matam crianças recém-nascidas por causa de deficiências físicas. Essa prática não é crime, pois a Constituição brasileira assegura a grupos indígenas o direito à prática do infanticídio.

Os índios matam todos os bebês que nascem com problemas graves de saúde. Para eles, isso é um gesto de amor. O infanticídio indígena acontece no meio da floresta, onde as mulheres se isolam para ter os bebês. Depois do parto, as mães examinam as crianças para saber se elas têm alguma deficiência. A prática acontece em 13 etnias indígenas do Brasil, principalmente em tribos isoladas, como os suruwahas, ianomâmis e kamaiurás.

3 – Outro costume raro é o dos índios Sateré-Mawé, habitantes da região amazônica. Eles mantêm um rito para que os meninos possam se tornar homens. Para isso, eles devem inserir a mão em uma luva de formigas que têm uma picada muito dolorosa. O ritual dura 10 minutos e precisa ser repetido 20 vezes.

4 – A tribo brasileira Yanomami tem uma tradição religiosa que consiste em queimar os corpos dos mortos e triturar os ossos. As cinzas e os ossos triturados são combinados e distribuídos entre a família para serem comidos.

Leia também! Assuntos relevantes