Cosmologia

Cosmos é uma palavra de origem grega que significa universo, portanto cosmologia é a ciência que estuda o universo, seus acontecimentos e efeitos.

O estudo da forma do universo foi verificada durante anos e chegou-se à conclusão de que o universo teria uma forma plana. De acordo com o estudo e verificação da radiação de fundo cósmico (temperatura) as galáxias estão há uma distância, uma das outras, equivalente à forma plana. Se o universo apresentasse uma curvatura para fora, como a metade de uma bola, as galáxias deveriam estar mais agregadas uma as outras. Se o universo tivesse uma forma geométrica semelhante a uma cela de cavalo as galáxias deveriam estar mais afastadas entre si.

Einstein apresentou seu maior trabalho em 1915 que foi de fundamental importância para a astronomia. O físico alemão propôs a Teoria da Relatividade Geral, em que cada evento pode possuir resultados e tempos diferentes para observadores em pontos distintos.

A teoria de Einstein quebrou a idéia de um tempo único no universo inteiro.

Sir Isaac Newton descobriu e estudou a gravidade a partir da duvida: porque os objetos não caem do outro lado do planeta? Newton formulou duas hipóteses. A primeira dizia que a Terra deveria estar acelerando fazendo com que a queda fosse evitada, mas daí todos os corpos deveriam estar acelerando e cada vez mais se afastando.

A segunda explicação seria de uma força que acelerasse os corpos ao centro do planeta. Essa força ficou conhecida como gravidade.

Tudo no universo é regido pela força gravitacional, essa força causa deformações no plano cosmológico. É como colocar um corpo de massa pesada no centro de um colchão, a deformação é como se fosse a força da gravidade. Se jogarmos bolinhas no colchão elas se deslocarão em direção à deformação.

Em 1919, o astrônomo britânico Arthur Stanley Eddington comandou uma experiência que baseava-se em analisar um eclipse solar. No entanto, Eddington escolheu a África para servir de base para a observação do fenômeno. Pena que choveu. Enquanto isso, no Brasil, seus assistentes Andrew Crommelin e Charles Davidson conseguiram fotos nítidas do eclipse, devido ao clima seco da cidade de Sobral no Ceará.

A análise das imagens mostrou que a luz das estrelas do grupo de Híades se curvava pela ação da gravidade, confirmando as previsões de Einstein. O sol deformava o espaço plano e a luz apenas obedecia e seguia essa curvatura. Assim, uma estrela que deveria estar atrás do Sol consegue revelar a sua luz.

Se a luz é afetada pela gravidade, então não é possível que ela seja formada apenas por ondas, mas também por partículas. Então se conclui que a luz é formada pela dualidade onda/partícula, e que nela estão presentes os fótons, que são um quantum de luz. Quantum é a unidade de onda que pode ser emitida ou absorvida.

Leia também! Assuntos relevantes