Você sabe o que é Conjunção? Trata-se de uma das classes de palavras definidas pela gramática. As conjunções são termos invariáveis cuja finalidade é conectar orações ou dois termos da mesma função sintática, colocando entre eles uma relação de coordenação ou de dependência. Em outras palavras, a conjunção tem como significado a ligação ou união.


Exemplos de Conjunções

Veja a seguir algumas palavras que são denominadas conjunções:
Mas, e, portanto, embora, logo, pois, entretanto, todavia, porém, porque, quando, que, ora, contudo, seja, conforme e quer.

Agora, veja algumas destas conjunções utilizadas em frases:
Eu gosto de chocolate ao leite, mas não de chocolate amargo.
Eu vou comprar uma camisa e uma calça.
Isso é injusto, pois não está nas regras.


Classificação das conjunções


As conjunções coordenativas são aquelas palavras que unem duas orações independentes. Esta categoria se divide em cinco tipos. São eles:

1. Aditivas: Revelam soma.

E, com, bem, nem, não só... como também e não só...mas também.
Exemplo: Ela não só é a autora do livro, como também é a editora.


2. Adversativas: Demonstram oposição.

Mas, porém, entretanto, no entanto, todavia e contanto.
Exemplo: Ele não ganhou o prêmio, porém ficou entre os três finalistas.


3. Alternativas: Demonstram uma escolha de pensamentos.

Ou, talvez, ou...ou, talvez...talvez.
Exemplo: Ou você compra ou você empresta.


4. Conclusivas: Demonstram a conclusão de um pensamento.

Logo, por isso, portanto e pois.
Exemplo: Está chovendo, por isso não irei sair de casa.


5. Explicativas: Demonstram tanto razão quanto motivo.

Ex: Porque, pois, assim e porquanto.
Exemplo: Coma, porque te fará bem.


Em relação às conjunções subordinativas, elas são caracterizadas por ligar duas orações dependentes. Esta classificação se divide em dez tipos. São elas:

1. Integrantes: Introduzem uma oração que irá completar o sentido de outra.

Se, que.
Exemplo: Quero que você fique.


2. Causais: Introduzem orações que têm sentido de causa.

Porque, que, como, desde que, já que.
Exemplo: Como fez muito frio, não fui ao cinema.


3. Comparativas: São utilizadas para dar ideias de comparação.

Como, que, qual, do que.
Exemplo: Estou muito mais animado do que ontem.


4. Concessivas: Representam contradição.

Mesmo que, se bem que, embora, ainda que.
Exemplo: Ela foi à praia, embora esteja chovendo.


5. Condicionais: Representam condição ou hipótese:

Se, a menos que, caso, contanto que.
Exemplo: Eu vou à praia, contanto que não chova.


6. Conformativas: Dão início a orações que demonstram acordo.

Segundo, como, conforme.
Exemplo: Cada um colhe conforme semeia.


7. Consecutivas: Indicam consequência.

De modo que, de forma que, que.
Exemplo: Ela correu tanto, que ficou cansada.


8. Temporais: Iniciam orações que dão ideia de tempo.

Quando, logo que, assim que, depois que.
Exemplo: Sairei assim que pare de chover.


9. Finais: Iniciam orações que demonstram finalidade.

Para que, porque, afim de que.
Exemplo: Andem logo para que não nos atrasemos.


10. Proporcionais: Dão início a orações que demonstram concomitância.

À medida que, quanto menos, quanto maior.
Exemplo: À medida que você repousar, se sentirá melhor.

Leia também:
Conjunções Subordinativas
Conjunções Coordenativas

Leia também! Assuntos relevantes