Civilização Harapense

Civilização Harapense

Por

A Civilização Harapense é uma das mais antigas da história da humanidade e viveu na região da Planície Indo-gangética. Segundo arqueólogos, ainda existem alguns vestígios dessa civilização, que data de 5000 a.C.

A cultura da civilização harapense era bastante rica e diversa. O grupo vivia às margens do Rio Indo, onde hoje está o território do Paquistão. Esta civilização já era bastante avançada em conhecimentos técnicos e contava com sistemas eficientes de fornecimento de água e coleta de esgoto.

A Civilização Harapense mantinha relações comerciais com as cidades da Mesopotâmia e outras regiões da Índia. Na cidade de Harapa, que era considerada a mais importante do Vale do Indo, viviam entre 40 mil e 80 mil pessoas.

As regiões habitadas pela Civilização Harapense eram cercadas por grandes muralhas que protegiam a população. A economia da cidade era baseada na agricultura e no comércio.

Na civilização harapense, os camponeses cultivavam trigo, cevado, ervilha, melão, damasco, gergelim, entre outros produtos. A população também se destacou por ter sido a primeira a cultivar o algodão.

Os harapenses desenvolviam o artesanato com a fabricação de instrumentos e armas para o dia a dia, como martelos, facas e machados. Eles também fabricavam utensílios domésticos, como panelas, jarras e potes para o uso diário e para a decoração, além de produzirem lindas jóias, como braceletes e agulhas de ouro.

Os ornamentos também eram valorizados na civilização harapense. As mulheres tinham um gosto especial por cerâmicas e pedras preciosas, como jades e turquesas.

A religião dos harapenses era baseada na adoração da deusa-mãe e outras entidades, como o unicórnio e o minotauro. A cultura harapense chegou à extinção por volta do ano 2000 a.C. Segundo a história oficial, o rio Ghaggar-Hakra teria sofrido um desvio de curso, prejudicando a capacidade de subsistência das comunidades da região do Vale do Indo.

Leia também! Assuntos relevantes