China - Crescimento Econômico

China - Crescimento Econômico

Por

A história recente da China foi marcada por um incrível crescimento econômico. Atualmente, o país é uma das principais economias do mundo.

O mais curioso é que o crescimento econômico da China aconteceu com uma velocidade que surpreendeu até mesmo os maiores especialistas do mercado. Este crescimento ocorreu a uma velocidade muito maior do que as taxas da economia norte-americana, por exemplo.

Essa expansão chinesa gerou uma receita expressiva para o país, mas também causou uma urbanização intensa, uma migração em massa do campo para as cidades e muitos prejuízos ao meio ambiente.


Saiba como foi o crescimento econômico chinês

A China iniciou sua história no mercado capitalista a partir de 1978, quando o Partido Comunista decidiu introduzir novos processos econômicos e produtivos no país. Já na década de 1980, a China abriu seu mercado para o investimento estrangeiro e passou a estimular o setor industrial, tornando-se uma das principais fabricantes do mundo.

Esse crescimento econômico rápido e impressionante aconteceu às custas da exploração da mão de obra barata do país. Até 2010, a economia chinesa alcançou uma taxa de crescimento de 10% ao ano. Os resultados fizeram com que o país ultrapassasse o Japão na lista das maiores economias do mundo.

O PIB (Produto Interno Bruto) da China cresceu de maneira significativa, e foi acompanhado de uma evolução na renda das famílias nas regiões urbanas. Já no campo, as famílias chinesas ainda vivem uma situação de extrema vulnerabilidade e diferença de renda na comparação com as cidades.


Resultados econômicos em 2015

Para se ter uma ideia dos resultados positivos, o Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 6,9% em 2015, segundo dados oficiais do Escritório Nacional de Estatísticas em Pequim. Este crescimento foi considerado moderado, mas estável para os níveis do país. Apenas em 2015, o PIB da China alcançou a cifra de US$ 10,33 trilhões.

Hoje, o desenvolvimento e o crescimento econômico do país estão baseados nas exportações, na indústria, nos serviços e no consumo interno.

Leia também! Assuntos relevantes