Causas do Declínio do Socialismo

Causas do Declínio do Socialismo

Por

O socialismo é um regime político e econômico que começou a ganhar força no final do século XIX. O socialismo fazia oposição ao capitalismo e tinha o objetivo de implantar uma sociedade mais igualitária.

As bases do socialismo foram criadas pelos alemães Karl Marx e Friedrich Engels. Os pesquisadores acreditavam que o sistema capitalista aumentava as distâncias sociais e o abismo entre as classes.

O socialismo pregava a estruturação de uma sociedade sem o acúmulo de capital e a propriedade privada, onde todas as pessoas pudessem ter condições dignas de vida. O regime socialista e seus ideais se espalharam pelo mundo todo, formando as bases de governos na União Soviética e em regiões do Leste Europeu.

O socialismo real foi marcado pela participação do Estado. Os governos socialistas não tinham participação popular, limitavam a liberdade de expressão e contavam com o excesso de centralização do poder. Essas características começaram a levar o socialismo para o declínio.

Na década de 80, a União Soviética entrou em crise política e econômica. O controle do governo, o baixo nível tecnológico, as dificuldades financeiras e a falta de um mercado para bens de consumo fizeram com que o socialismo entrasse em crise profunda.

A população soviética estava descontente com o sistema socialista e passou a forçar o governo para uma abertura política e econômica. Com isso, o desejo de instaurar um regime democrático na União Soviética acelerou a queda do socialismo no país.

Depois da queda do socialismo na União Soviética, o regime também ficou enfraquecido em todo o Leste Europeu. Dessa forma, o capitalismo ganhou espaço.

Atualmente, o único país que ainda segue o socialista real é Cuba, mas países como China, Vietnã e Coréia do Norte também são governados sob um regime socialista com poucas aberturas para o capitalismo e os países ocidentais.

Leia também! Assuntos relevantes