Candidose

Por

A infecção pelo Candida Albicans, um microrganismo fúngico semelhante à levedura, é denominada candidíase ou, como preferem os ingleses, candidose. Monilíase é um termo mais antigo para essa doença, porém seu uso é considerado impróprio por ser derivado da designação arcaica Monilia Albicans. Oustros membros do gênero Candida, como a C. Tropicalis, C. Krusei, C. parapsilosis e C. Guilliermondi também podem ser encontrados intra-oralmente, mas só raramente causam doença.

Assim como ocorre com outro fungos patogênicos, a C.Albicans pode apresentar duas formas, particularidade conhecido como dimorfismo. Acredita-se que a forma de levedura dos microrganismos seja relativamente inócua, porém, a forma de hifas usualmente está associada com invasão dos tecidos do hospedeiro.

A candidose é a infecção fúngica bucal mais comum no homem, e por apresentar diversas manifestações clínicas muistas vezes é difícil fazer o seu diagnóstico. De fato, a C.Albicans pode ser um componente normal da microflora bucal, e 30 a 50% das pessoas simplesmente possuem o microrganismo em suas bocas, sem evidência clínica de infecção. Tal incidência aumenta com a idade, e a descoberta intra-oral da C.Albicans pode estar próximo de 60% nos pacientes com dentes e idade acima de 60 anos que não apresentam sinal de lesões na mucosa oral. No mínimo três fatores gerais podem determinar se existe evidência clínica de infecção:

1. O estado imunológico do hospedeiro
2. O meio ambiente da mucosa bucal
3. A resistência da C.Albicans.


No passado, a candidose era considerada apensa uma infecção oportunística, afetando o indivíduos debilitandos por outra doença. Certamente, tais pacientes constituem o maior número de indivíduos infectados pela Candida pode variar desde o leve envolvimento da superfície mucosa, observada na maioria dos pacientes, a doença fatal quando disseminada em pacientres gravemente imunodeprimidos.


Fonte: Apostila 2006 - Semiologia - Odontologia

Texto enviado às 13:22 - 20/11/2008
Autor: Maria de Souza