Biomassa - Energia Alternativa

Biomassa - Energia Alternativa

Por

Cálculos preliminares demonstram que o bagaço de cana, subproduto da usina de açucar e da destilação do álcool referente a safra paulista de 2003, estoca uma quantidade de energia elétrica equivalente à da Central Nuclear de Angra 2.

Durante o período dominado pelo monopólio estatal da energia elétrica, o aproveitamento do bagaço de cana, um rejeito, em princípio, sem utilidade, era proibido. Não era permitido nem mesmo para gerar energia para autoconsumo, ou seja na própria usina de açucar ou destilaria de álcool.

A matriz energética brasileira, que é a soma de todas modalidades de energia que a sociedade produz e consome, recebe na sua composição a contribuição, principalmente do petróleo ( combustível ) e da água ( produção de energia elétrica ).Os reservatórios da hidrelétricas passam por um período de estiagem iniciando em abril, indo até outubro, o que corresponde justamente ao período da moagem da cana , aqui no centro sul. Esta ocorrência confere ao bagaço da cana uma condição ímpar na estrutura logística da matriz energética brasileira.

No dia 2 de maio de 2003, o presidente Lula inaugurou a unidade geradora de energia elétrica, a partir do bagaço de cana ( biomassa ), da Usina Santa Elisa, em Sertãozinho-SP.

A usina tem uma potência instalada de 60 MW. A Santa Elisa vai consumir a metade e vender a outra metade para a distribuidora CPFL, a maior do estado.

Em termos globais, o Brasil é líder mundial na produção de energia a partir da biomassa, tem o menor custo de produção do mundo, gerando mais de 1 milhão de empregos.

O corte já iniciado de 315 milhões de toneladas de cana de açucar, no centrosul do Brasil, tem um custo médio de US$ 180 por tonelada de açucar ou por US$ 0,20 por litro de álcool, enquanto que o açucar da Austrália não sai por menos de US$ 335, na Europa a tonelada de açucar, subsidiada chega a US$ 710 ( açucar de beterraba ).

Bibliografia:
Jornal A Tribuna/Santos de 02/05/03 - coluna Joelmir Beting
http://www.mre.gov.br/cdbrasil/itamaraty/web/port/economia/agroind/apresent/index.htm

Fonte:
http://www.geocotidiano.xpg.com.br/bagaco.htm

Leia também! Assuntos relevantes