As Primeiras Manifestações Contra a Presença da Metrópole

As Primeiras Manifestações Contra a Presença da Metrópole

Por

O Brasil colonial passou a conviver com movimentos emancipacionistas a partir do século XVII. As rebeliões coloniais foram influenciadas por pensamentos iluministas. A partir desse momento, grupos revolucionários começaram a construir os caminhos que culminariam na independência do Brasil.

Os movimentos brasileiros buscavam uma separação politica e apresentavam características regionais. No final do século XVIII, o Brasil começou a enfrentar problemas econômicos, e a cobrança de impostos por parte da coroa portuguesa passou a desagradar os colonos.

Depois da independência dos Estados Unidos, outras colônias começaram a buscar sua emancipação. Assim, começaram as revoltas anticoloniais no Brasil, como a Inconfidência Mineira, a Conjuração Baiana e a Revolução Pernambucana.

Vamos entender mais sobre as primeiras manifestações contra a presença da metrópole no Brasil:

Inconfidência Mineira – O aumento da cobrança de impostos sobre o ouro resultou na determinação do do quinto, onde todos os garimpeiros deviam dar à coroa portuguesa 20% do ouro descoberto. Com o tempo, o ouro das minas foi acabando e os colonos já não tinham como pagar Portugal. Com a pressão que sofriam de Portugal para o pagamento da dívida, os colonos de Minas Gerais decidiram lutar por uma república independente.

A inconfidência foi liderada por Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes. Os revoltosos acabaram sendo denunciados por Joaquim Silvério dos Reis e foram presos.

Tiradentes assumiu sozinho a iniciativa da rebelião, e acabou executado no Rio de Janeiro. O corpo de Tiradentes foi esquartejado. Sua cabeça foi erguida num poste de Vila Rica.

Conjuração Baiana - Dez anos depois da Inconfidência Mineira, a Bahia começou um novo movimento anticolonial. O movimento contou com a participação de ricos e pobres.

Os baianos pediam a abolição da escravatura, o fim da miséria, da injustiça e da desigualdade social. Os revoltosos foram inspirados por ideiais iluministas e pela Revolução Francesa.

A conjuração também acabou com fracasso. Os líderes do movimento foram condenados à prisão e à morte. Entre os mortos estavam o soldado Lucas Dantas do Amorim Torres, o aprendiz de alfaiate Manuel Faustino dos Santos, o soldado Luís Gonzaga das Virgens e o mestre alfaiate João de Deus Nascimento.

Revolução Pernambucana - A Revolução Pernambucana foi um movimento emancipacionista que começou em 6 de março de 1817, na Província de Pernambuco. Os revoltosos lutavam contra a crise econômica regional, o absolutismo monárquico português e a influência iluminista das sociedades maçônicas.

O movimento foi liderado por Domingos José Martins. Em 29 de março, os colonos convocaram uma assembleia constituinte.

A revolução foi marcada pelo sentimento de patriotismo dos pernambucanos. No entanto, as tropas de Portugal atacaram e derrotaram os revolucionários em 19 de maio. As tropas portuguesas entraram no Recife e acabaram com o governo provisório.

Nesse movimento, os revoltosos foram anistiados e apenas quatro homens foram executados.

Leia também! Assuntos relevantes