As Correntes Marinhas

As Correntes Marinhas

Freqüentemente, estudando geografia verificamos curiosos fenômenos, para os quais, à primeira vista, não se encontra explicação; depois, um conhecimento aprofundado explica claramente o problema. Por exemplo, a Noruega e o Labrador estão na mesma latitude, mas aprimeira possui um clima relativamente ameno, ao passo que o segundo é gélido e desabitado. Nova York e Portugal, ambos às margens do Atlântico, apresentam características bem diversas, sendo o clima americano bem mais rígido que o europeu. Para estes exemplos, a explicação é simplíssima: Noruega ePortugal sofre os efeitos benéficos da Corrente do Golfo.

Mas, que são e quais as causas provocadas pelas correntes marinhas?

São rios de água salgada, com temperatura diferente daquelas circunstantes, que correm no mar, segundo uma direção bem precisa. Uma enorma massa de água baixa dos pólos, fria, pesada, ao fundo do oceano, rumo ao equador. Este deslocamento chama à superfície a água aquecida pelos raios do sol, que é mais leve.

Tem-se, assim, um ciclo contínuo: dos pólos ao equador, fria e pesada, do equador aos pólos, quente e superficial.

As correntes marinhas são devidas, além das diferenças de temperatura e de salinidade, e por isso de densidade, sobretudo aos ventos de estação, constantes ou a longo período, como os alíseos e as monções.

A Corrente do Golfo, no Atlântico, é, sem dúvida, a mais conhecida e a mais estudada. Ela nasce da corrente equatorial, que se forma, no Atlântico, ao norte do equador: esta se divide em vários ramos, que vão tocar as costas americanas, por isso sai do Golfo do México (de querecebe o nome) e se dirige para leste passando perto do Banco de Terra Nova e atravessando o Atlântico. Divide-se depois, em maisdois ramos: um desce para as Canárias, costeando a Península Ibérica, enquanto o outro rua para a Escócia e a Irlanda, prosseguindo, ao longo da Noruega, até alcançar o porto russode Arcângel que, apesar de sua latitude, permanece repleto degeleiras durante seis meses.

Além de ter influência sobre o clima, a Corrente do Golfo determina toda uma série deinteressantes fenômenos. Ao sul dos Bancos de Terra Nova, ela se encontra com a gélida corrente do Labrador, que desce para o Sul. Deste encontro e da brusca mudança de condiçõesambientais que disso deriva para os peixes, aparece a grande psicosidade da zona. A ocidente das Canárias, em pleno OceanoAtlântico, existe uma zona cuja fama assustadora fazia tremer os ousados navegantes a vela: trata-se do terrível Mar dos Sargaços . Esta zona do Oceano, lambida pelas últimas águas da Corrente, é completamente despida decorrentes marinhas. Ali crescem, assim, de maneira exuberante, os sargaços, algas flutuantes, que constituem um grave empeçilho para a navegação. No hemisfério sul, há, também, um alternar de correntes frias e quentes. As costas africanas ocidentais são tocadas pela Corrente fria do Bengala, e fria é também acorrente do Peru, que banha as costas americanas.


Fonte:
http://netopedia.tripod.com/relevo/corrente.htm

Leia também! Assuntos relevantes