Arte Linear

Arte Linear

Por

Desde os primórdios do tempo, o homem vem descobrindo diversas formas de se expressar e deixar para a posterioridade trabalhos feitos a mão, neste quesito engloba as pinturas rupestres, a primeira expressão de arte registrada por nossos ancestrais a milhões de anos atrás, contudo, a necessidade de expressão não limitou-se neste período e foi evoluindo conforme a raça humana.

Prova disso são os diversos períodos vividos pela arte, onde cada um possuía uma determinada característica que possibilita aos historiadores datarem as obras, ou seja, é facilmente, mediante a um estudo profundo, inserir determinada obra de arte observando suas particularidades, podendo ser: cubista, iluminista, renascentista e etc.

Entretanto, esse amadurecimento e crescimento da expressão artística não é exclusividade dos grandes pintores e artistas de nosso tempo, pelo contrário, qualquer pessoa pode criar uma nova vertente, um novo caminho em meio de tantos outros já vistos e contemplados pela arte. Como por exemplo, essa forma de arte que iremos falar logo abaixo.

A arte linear não deixa de ser uma expressão artística, no entanto, ela consiste no entrelaçamento de linhas coloridas que acabam criando determinado efeito ou forma. Tudo depende da criatividade do artista por traz dos entrelaçamentos. Hoje em dia, devido a facilidade de informação é possível encontrar moldes desse tipo de arte e dicas na internet.

Tudo que você precisa para criar uma peça de arte linear é: alguns pregos, linhas coloridas, uma tabua e criatividade. Com esses materiais em mãos tudo que precisa é decidir qual destino dará à sua arte. Será algo abstrato ou terá alguma forma? As figuras abstratas nada mais são do que os pregos pregados na madeira sem nenhuma ordem ou padrão e depois, as linhas, sem padrão e sem ordem. Os efeitos aleatórios desse tipo de trabalho podem ser bem interessantes visualmente falando.

Já os trabalhos lineares de forma, nada mais são que uma espécie daqueles desenhos onde temos que ligar os pontos para descobrirmos o desenho que ele esconde, na arte linear, em vez de unirmos os pontos com uma caneta ou lápis, unimos com linha, e, para um trabalho mais bonito, podemos preencher as formas com mais linhas coloridas ou apenas de uma cor.

Esse tipo de trabalho também pode ser feito em folhas de isopor e com alfinetes, no entanto, vale lembrar que com esse tipo de material é necessário medir a própria força para não desmantelá-lo em determinado ponto do trabalho, algo bem interessante, caso opte por essa forma, é pegar uma folha de camurça da cor desejada e cobrir seu isopor.

Leia também! Assuntos relevantes