Arte Bizantina

A arte bizantina reúne diversas criações artísticas produzidas durante o chamado Império Bizantino, que vigorou entre os séculos V e XV. Estas artes foram desenvolvidas principalmente nos campos da pintura, da arquitetura, do mosaico e da escultura.

As manifestações artísticas do Império Bizantino foram muito fortes e marcantes na cidade de Constantinopla, que era a capital do Império Romano do Oriente. A cidade foi considerada o mais importante centro artístico da época.

A arte bizantina tinha algumas características bem peculiares. Em primeiro lugar, ela era uma arte com extrema influência religiosa e da cultura greco-romana e oriental. As cores eram fortes e vibrantes e os temas religiosos e cristãos eram frequentes.

Dentro das pinturas bizantinas, por exemplo, havia uma intensa produção de afrescos com temas religiosos. Essas pinturas feitas diretamente nas paredes das igrejas representavam a vida de Cristo, a fé, os santos e a Virgem Maria.

No campo da arquitetura a religião também marcou presença, já que as construções mais importantes do período foram justamente as grandes e imponentes igrejas e catedrais. Nestas obras, um ponto que chama a atenção é a presença de cúpulas sustentadas por colunas.

A arte bizantina marcou também o interior das igrejas, com lindas pinturas e mosaicos. Uma referência deste período é a Basílica de Santa Sofia, que pode ser visitada na região de Istambul.

Já na escultura bizantina, a principal característica é a influência oriental. Por fim, nos mosaicos, criados principalmente na Era de Ouro, durante o reinado do imperador Justiniano, era possível ver imagens religiosas e do próprio imperador.


Como nasceu a arte bizantina?


Arte Bizantina Mozaico

A arte bizantina nos remete a uma expressão artística com forte base religiosa. O movimento surgiu durante o Império Bizantino, graças a uma influência político-religiosa sobre os artistas.

As criações tiveram início em Constantinopla, cidade que tinha muitas influências de Roma, do Oriente e da Grécia. O estilo da arte bizantina se consolidou nessa região.

Neste movimento artístico, o clero e o imperador ordenavam as criações, e os artistas eram vistos apenas como executores.


Principais obras e artistas


Arquitetura Bizantina, Catedral de Santa Sofia

A arquitetura foi marcante durante a arte bizantina. A criação da abóbada, do arco e da cúpula foi uma verdadeira inovação para as igrejas. A Catedral de Santa Sofia é um dos ícones deste período. Criada pelos arquitetos Antêmio de Trales e Isidoro de Mileto, a igreja tem uma cúpula com 31 metros. A obra é majestosamente decorada com pinturas e mosaicos.

Arquitetura Bizantina, Catedral de Santa Sofia Por Dentro

Entre os pintores da arte bizantina, destacam-se Guido da Siena e Teófanes, o Grego.

Leia também! Assuntos relevantes