Antrax


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Antrax

O que é o Antrax?

O bacilluss anthracis foi a primeira bactéria que se demostrou poder causar uma doença. Em 1877, Robert Koch colheu o organismo de uma cultura, demostrando a sua habilidade de formas endosporos, e produziu antrax experimental, através da injectam desses esporos num animal.

Antrax é uma doença natural que ocorre em animais que se alimentam de plantas (gado, viados, etc.) causada pela bactéria Bacillus anthracis

Antrax é uma doença aguda infecciosa causada pelos esporos Bacillus anthracis.


Os esporos do Antrax permanecem viáveis durante várias décadas sob determinadas condições.

Cada grama de Antrax é capaz de produzir 100 milhões de doses mortais individuais (é 100,000 vezes mais mortífero que a mais poderosa arma química)

Morta de forma silenciosa e invisível

A inalação de Antrax é praticamente sinónimo de morte a curto prazo.


Os humanos podem contrair antrax por três vias:

Através de cortes na pele resultantes de contacto com animais contaminados, levando a uma infecção local ou sistémica.


Através da inalação de esporos resultando numa infecção nos pulmões.


Por ingestão de comida contaminada, resultando numa infecção gastrointestinal (antrax gastrointestinal). Este tipo de contaminação não é normalmente considerada uma ameaça para as forças militares.


Quais os sintomas?

Os sintomas de antrax começam depois de 1 a 6 dias de incubação, dependendo do tipo de contagio.

Cutâneo: A maior percentagem (95%) da infecção do antrax ocorre quando a bactéria entra num golpe ou uma raspadura na pele, quando em contacto com madeira, couro, cabedal, lã, ou animais contaminados. A infecção na pele começa com um inchaço, semelhante a uma mordidela de insecto, no entanto ao fim de dois dias torna-se uma ulcera não dolorosa, normalmente com 1 a 3 cm de diâmetro, com uma zona negra constituída por tecido morto no centro. Os glândulos linfáticos da zona adjacente podem inchar. Seca de 20% dos casos não tratados de antrax cutâneo resultam na morte. No entanto com uma terapia apropria as mortes são raras.

Inalação: Os sintomas iniciais assemelham-se a uma constipação comum. Ao fim de vários dias a tendência é um aparecimento de problemas respiratórios e entrado do paciente em choque. Normalmente este tipo de contaminação é fatal

Intestinal: A doença intestinal provocada pelo antrax, surge depois da ingestão de carne contaminada e é caracterizada por uma inflamação aguda no intestino. Os sinais iniciais caracterizam-se por náuseas, perda de apetite, vómitos, febre seguida de fortes dores abdominais, vómitos contendo sangue, e diarreia, este tipo de contaminação leva á morte de 25 a 60% dos contaminados.



O antrax pode ser disseminado de pessoa para pessoa?

É extremamente remota a possibilidade de contagio direto de pessoa para pessoa.



Existe alguma forma de prevenir a infecção?

Em países onde onde o antrax é comum, e onde os níveis de vacinação dos animais é baixa, os humanos devem evitar o contacto com animais vivos e carne crua, deve-se ainda evitar o consumo de carne que não esteja devidamente cozinhada. Existe ainda uma vacina licencia pelas autoridades de saúde, que apresenta uma taxa de eficiência de 93%.



O que é a vacina do antrax?

Esta vacina é produzida e distribuída pela BioPort Corporation, Michigan, USA. Esta não contem qualquer tipo de bactérias quer vivas quer mortas, contendo no máximo 2.4 mg de hidróxido de alumínio. Esta vacina foi concebida para animais e não para humanos.



Quem deve ser vacinado?

É recomendada a vacinação aos seguintes grupos:

Pessoas que trabalhão diretamente com o organismo no laboratório.

Pessoas que trabalhão com carne importada de países com poucas restrições nesta matéria.

Pessoas que trabalhão com carne e animais infectados em áreas de grande incidência da doença.

Pessoal militar deslocados para áreas onde o risco de exposição é elevado, quando é utilizado como arma biológica.



Qual o método de administração da vacina?

Esta é também uma arma biológica preferencial devido:

Existem poucas barreiras é produção

Baixo custo de produção do Antrax

Não necessita de grande conhecimento nem tecnologia para a sua produção

Fácil de produzir em larga escala

Fácil de torná-la numa arma

É extremamente estável. Pode ser armazena por um período virtualmente indefinido sob a forma de pó, mantendo todas as suas características

Pode ser disperso por simples aerossol, ou em balística.

Existe de momento, uma baixa capacidade de detecção.


Vacina do Antrax

Evidência de segurança e eficiência contra a inalação de antrax

Acredita-se que são vários os países possuidores de armas biológicas, capazes de causar grande devastação entre indivíduos não protegidos. O Bacillus antracis, agente causador do antrax, é um dos possíveis causadores de grande devastação caso seja utilizado.

A forma mais comum e natural de contaminação é a cutânea, causada por inoculação direta do organismo através da pele depois de contacto com animais, tecidos ou produtos animais contaminados. No entanto a forma de contração da doença em virtude de um ataque biológico seria através da inalação de esporos do bacilo. Esta forma da doença é normalmente fatal quando não tratada convenientemente. A incidência natural do antrax na população é muito baixa principalmente se estivermos a falar na forma contraída por inalação. Devido a estes factos é extremamente complicado o estudo dos efeitos da vacina nos humanos para tla são utilizados animais para os testes clínicos.
Historia da vacina (AVA)

A AVA administrada aos militares americanos foi aprovada pela FDA (Food and Drug Administration) desde 1970.


Descontaminação:

As recomendações relativas à descontaminação na seqüência de uma pulverização intencional de esporos de antrax são baseadas em evidencias sobre disseminação de um aerossol, sobrevivência dos esporos de antrax e exposição ambiental em Sverdlovsk. O grande risco para a saúde humana na seqüência aerossolização de esporos de antrax ocorre no período em que os esporos de antrax permanecem no ar, chamada aerossolização primária. O clima e o tipo de pulverização têm um papel muito importante no período durante o qual os esporos permanecem na atmosfera e a distância percorrida pelos mesmos antes de atingirem o solo ou se tornarem inofensivos. Em condições extremas de sobrevivência e persistência, o aerossol estará totalmente disperso num período compreendido entre 1 hora e 1 dia no máximo, bem antes de os primeiros sintomas serem detectados.






[ Pesquisa escolar lida 22651 Vezes - Categoria: Doenças ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Doenças causadas na membrana plasmática
A membrana plasmática é uma fina película lipoproteica, que delimita o citoplasma das células vivas. Essa membrana celular é formada por proteínas tra...
Lido: 4693 Vezes

Doenças de pele mais comuns
Existem várias doenças que atingem a pele, o maior órgão do corpo humano. Embora as doenças de pele não cheguem a ser fatais na maioria dos casos, ela...
Lido: 18880 Vezes

Doenças Sexualmente Transmissíveis
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) correspondem a um grupo grande de enfermidades que podem ser passadas aos parceiros em relações sexuais se...
Lido: 63294 Vezes

Dia mundial de combate a aids - Dia 1 de Dezembro
Combate ao Preconceito e ao Estigma Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúd...
Lido: 10032 Vezes

Doenças Causadas por Protozoários
O reino protista é composto pelos protozoários e pelas algas unicelulares. O termo protozoário significa “primeiro animal”. Esse termo foi designado p...
Lido: 63341 Vezes

Insolação
O que é insolação A insolação acontece quando o organismo fica incapacitado de controlar sua temperatura. Quando a pessoa tem insolação, sua temperat...
Lido: 12600 Vezes

Ácido úrico e gota
O que é gota A gota é uma condição dolorosa que ocorre quando ácido úrico é depositado como cristais nas articulações e/ou tecidos moles. Nas articul...
Lido: 75792 Vezes

Retrovírus XMRV e a fadiga crônica
Essa síndrome está relacionada ao cansaço extremo mesmo quando o paciente não pratica exercícios físicos. O progresso patológico dessa doença ocorre a...
Lido: 2542 Vezes

Enfisema
O enfisema é uma doença cujas causas mais comuns são as infecções crônicas brônquicas e alveolares que ocorrem pelo hábito do fumo. Nessa condição...
Lido: 17570 Vezes

Intoxicação por fadiga
Algumas pessoas se queixam de um cansaço excessivo que, segundo os médicos, pode ser entendido como uma intoxicação por fadiga, ou síndrome de fadiga ...
Lido: 1383 Vezes

Estudantes Online | Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Sendo um veículo de comunicação, não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2014 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados