Antônio Pereira Nobre, mais conhecido como Antônio Nobre, foi um renomado poeta português, nascido na cidade do Porto, em 16 de agosto de 1867. Ele escreveu poesias que se enquadraram principalmente nas correntes ultra-romântica e simbolista de Portugal, mas também teve trabalhos com mais características saudosistas e decadentistas.

A principal obra de Antônio Nobre foi chamada de “Só”, publicada em Paris no ano de 1892. Esse texto tem forte contexto de nostalgia, lamentação e linguagem subjetiva. Ao mesmo tempo, o poeta usa de ironia para suavizar o tom.


Vida e obra de Antônio Nobre

A produção poética de Antônio Nobre foi influenciada fortemente pelos trabalhos de Almeida Garrett e Júlio Dinis. Uma novidade introduzida por Nobre no simbolismo português foi o uso de alternâncias de vocabulários refinados, típicos dos simbolistas, e vocabulários coloquiais.

Antônio Nobre era de uma família rica. Ele estudou direito na Universidade de Coimbra, mas acabou abandonando o curso após ser reprovado por duas vezes. No ano de 1890, ele passou a viver em Paris, na França, onde cursou a Escola Livre de Ciências Políticas.

Em 1895, ele deixou o curso de Ciências Políticas e retornou a Portugal, onde decidiu tentar a carreira diplomática. Antônio Nobre chegou a candidatar-se para o cargo de cônsul em um concurso, mas não foi aceito.

Foto do Antônio Pereira Nobre

Pouco tempo depois, o poeta descobriu que havia contraído tuberculose. Ele, então, foi internado em um sanatório para tratamento da doença na Suíça. Em seguida, foi transferido para Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Quando os médicos informaram à família que já não havia mais o que fazer pela saúde do poeta, Antônio Nobre retornou a Portugal, passando a viver seus últimos dias na região do Seixo. Ele morreu vítima de tuberculose aos 32 anos de idade, no dia 18 de março de 1900.

Em seu legado como poeta, Antônio Nobre deixou obras com muita sensibilidade romântica. Ele escreveu principalmente sobre saudade e sofrimento.

Nobre foi considerado um dos poetas mais inovadores de sua época. Ele escreveu de forma simples, para pessoas simples, revolucionando a linguagem da poesia.

As principais obras do poeta foram publicadas de forma póstuma, como os dois volumes da obra “Despedidas” (1902), o livro “Primeiros Versos” (1921), o livro “Cartas Inéditas de Antônio Nobre” (1934), Cartas e Bilhetes Postais a Justino Montalvão (1956), entre outros trabalhos relevantes.

A coletânea de Antônio Nobre influenciou o estilo de grandes escritores portugueses, entre eles Fernando Pessoa. Com isso, ele deixou uma importante marca na literatura de Portugal.

Leia também! Assuntos relevantes