Animais Noturnos

Animais Noturnos

Os animais noturnos tem olhos que possuem apenas bastonetes – tipo de fotorreceptor da retina do globo ocular que são extremamente sensíveis à luz, aproveitando o máximo dela, mas não são capazes de distinguirem cores. Ao contrário dos animais noturnos, os animais diurnos possuem os dois tipos de fotorreceptores: os bastonetes e os cones. Esses últimos permitem as imagens projetadas de obterem cor, por isso, enquanto os animais diurnos obtêm as imagens coloridas, como os humanos, os animais noturnos não possuem essa visão.

Como os animais noturnos não possuem um sistema óptico tão especializado quanto o nosso, eles utilizam outros mecanismos sensoriais que de uma certa forma complementam o sentido da visão. Predadores noturnos como a coruja, possuem um sistema auditivo aguçado que permite a eles rastrearem suas presas, complementando a deficiência visual.

Animais que vivem no fundo do oceano, onde não se tem luz alguma, a visão já não é mais necessária para sua sobrevivência, portanto, seus olhos, durante a evolução deixaram de existir ou foram diminuindo.

Leia também! Assuntos relevantes