Agricultura no Sul do Brasil

Agricultura no Sul do Brasil

Por

A região Sul é a menor das 5 regiões brasileiras, mas nem por isso deixa de ser economicamente importante para o país. Na região sul, o clima predominante é o subtropical, com quatro estações bem definidas.

Em algumas localidades mais altas, como nas cidade de São Joaquim (SC), Canela e Gramado (RS), pode haver queda de neve.

A região Sul do Brasil apresenta uma vasta plantação de araucárias (pinheiro-do-paraná), em pontos do planalto no Paraná e em Santa Catarina. Já nas porções sul e oeste do Rio Grande do Sul predominam os campos naturais.

No campo da agricultura, a região sul é bastante diversificada. No Rio Grande do Sul as culturas importantes são as de milho, soja, arroz, maçãs, mandioca, tabaco e uvas.

Em Santa Catarina, a mandioca, a maçã, o tabaco, o feijão e trigo são cultivados. E no Paraná, a agricultura é baseada na soja, no milho, no algodão, no café e na cana-de-açúcar.

Uma curiosidade é que Santa Catarina foi o primeiro estado brasileiro a exportar a soja, o que gerou muita riqueza para a região. No entanto, o cultivo mecanizado da soja agravou o desemprego no campo e a concentração fundiária.

A Região Sul possui tradição na agricultura familiar e os pequenos agricultores tentam diversificar as culturas nos Estados. A agricultura é a atividade econômica de maior rendimento e que emprega o maior número de trabalhadores no Sul do país.

A atividade é desenvolvida na forma da Policultura, em pequenas propriedades de base familiar introduzidas por imigrantes europeus, principalmente alemães; e a Monocultura comercial, desenvolvida em grandes propriedades, como as culturas de algodão, cana-de-açúcar, e principalmente soja, laranja, trigo e café. A erva-mate também é um produto do extrativismo na região sul do Brasil.

Juliana Miranda, Equipe do Grupoescolar.com.

Leia também! Assuntos relevantes