A África é um continente de muitos contrastes, com uma cultura muito rica e exuberante, mas também com países que apresentam uma condição social e econômica crítica. Trata-se simplesmente do terceiro maior continente do mundo, com aproximadamente 30 milhões de quilômetros quadrados, o que corresponde a 20,3% da área total do planeta.

O continente africano também está entre os mais populosos do mundo, com mais de 1,2 bilhão de habitantes. São 54 países divididos em África Setentrional, África Ocidental, África Central, África Oriental e África Meridional.

Os principais países são: África do Sul, Botswana, Namíbia, Angola, Camarões, Gabão, Guiné Equatorial, República do Congo, São Tomé e Príncipe, Argélia, Egito, Líbia, Marrocos, Sudão, Tunísia, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Mali, Nigéria, Senegal, Serra Leoa, Burundi, Etiópia, Madagáscar, Malawi, Moçambique, Quênia, Ruanda, Somália, Tanzânia, Uganda, Zimbábue, Zâmbia, entre outros.

Mapa dos Países da África

A África também é considerada o continente mais pobre do mundo, com diversos países que vivem verdadeiras crises humanitárias. Entenda as principais características sociais e econômicas do continente!

Continente Africano


A realidade da África - Social e Economicamente


África, mapa pessoas

O continente africano possui altas taxas de mortalidade e desnutrição infantil, além de contar com vários países que sofrem com guerras civis e conflitos violentos. Em contrapartida, o continente também tem países com bom produto interno bruto, como é o caso da África do Sul, por exemplo.

A distribuição de habitantes no território do continente é bastante diferente. A região do Vale do Nilo tem uma alta densidade demográfica, enquanto áreas de florestas e desertos são praticamente desabitadas.

A área do Golfo da Guiné e os extremos norte e sul do continente também são bastante habitados. As nações com maior população na África são Nigéria, África do Sul, Egito, Sudão, Etiópia, República do Congo e Tanzânia.

Apesar da pobreza extrema em diversas regiões, a África abriga também mais de 160 mil pessoas que possuem fortunas avaliadas em mais de 1 milhão de dólares. Isso demonstra como a distribuição de renda é desigual no continente. Para se ter uma ideia dessa desigualdade, o número de pessoas que vivem com menos de US$ 1,25 por dia na África passa de 415,8 milhões, segundo o Banco Mundial.

Um estudo demonstrou que as ilhas Maurício têm as pessoas mais ricas da África, enquanto a República Democrática do Congo é a nação mais pobre do continente.

Os países onde a renda da população mais cresceu são: Angola, África do Sul, Egito e Nigéria. A crescente desigualdade social entre os países africanos tem causado um intenso movimento migratório intracontinental, levando pessoas que vivem em países com guerras civis ou crises econômicas a se mudarem para nações mais estáveis.

Leia também! Assuntos relevantes