Dentre os diversos prejuízos causados ao meio ambiente pelo aquecimento global e pela emissão de poluentes para a atmosfera, podemos citar a chuva ácida e a acidificação dos oceanos entre os mais preocupantes. A chuva ácida nada mais é do que uma forma de precipitação com a presença de substâncias que compõem os gases poluentes, ou seja, é a chuva que apresenta resquícios de derivados provenientes da queima de combustíveis fósseis.

Quando os poluentes se misturam à água, eles formam um composto ácido, que contém principalmente ácido sulfúrico, nítrico, além de óxido de nitrogênio e dióxidos de enxofre. Quando essa chuva repleta de ácidos chega à Terra, ela prejudica intensamente os solos, as plantas, os animais e as construções históricas.

A chuva ácida provoca um desequilíbrio nos ecossistemas, mata algumas espécies de vegetais e animais e polui rios e outras fontes de água. Essa chuva também é prejudicial para a saúde dos seres humanos, pois aumenta os índices de doenças respiratórias, principalmente nas grandes cidades, que são as que mais sofrem com a poluição atmosférica.

O problema da acidificação está diretamente relacionado às emissões de dióxido de carbono (CO²), causadas por indústrias, pelas frotas de veículos e por outras formas de queima de combustíveis derivados do petróleo. É um problema que intensifica as mudanças climáticas, o efeito estufa e outros prejuízos causados ao meio ambiente.

No que diz respeito à acidificação dos oceanos, é importante ressaltar que esse é um processo danoso para a vida marinha e para os ecossistemas. Essa acidificação altera o pH dos oceanos, afeta drasticamente organismos como mariscos, algas, corais, plânctons, moluscos e diversas espécies de outros animais marinhos.

O resultado disso é o desaparecimento de muitos seres vivos. As espécies mais sensíveis são as primeiras a experimentarem mudanças em seu ciclo de vida. Com a perda da biodiversidade marinha, o planeta também passa a sofrer com mais erosões de plataformas continentais.

Em resumo, a alta concentração de dióxido de carbono na atmosfera é responsável tanto pela chuva ácida quanto pela acidificação dos oceanos, e é a causa de um enorme prejuízo para o planeta e para a vida na Terra. Por isso, é preciso, de forma urgente, que os países adotem mecanismos para conter os efeitos do aquecimento global. Essa atitude é importante para preservar os ecossistemas e espécies animais e vegetais e também para minimizar o impacto econômico que a acidificação pode causar.

Leia também! Assuntos relevantes