Ábaco

O ábaco consiste em uma pequena tábua que contém um certo número de contas, e é possível através dele, realizarem-se cálculos numa velocidade bem maior do que se o cálculo fosse feito apenas utilizando-se a mente.

Com certa prática, certas pessoas chegam a calcular no ábaco mais rapidamente do que usando uma calculadora eletrônica.

O ábaco era muito utilizado antes do sistema de numeração Hindu-Arábico ter sido criado, e sua criação é provavelmente obra dos antigos sumérios na Mesopotâmia.

Os antigos gregos e romanos utilizavam contas ou discos de metal para fazer cálculos, e este método foi se desenvolvendo com o passar dos anos, quando estas peças utilizadas para cálculos foram presas a um fio de arame.

Estes povos antigos preferiam utilizar o ábaco ao invés de escrever as contas no papel pois eles não sabiam o que fazer quando estouravam o limite de dez, por exemplo: Os antigos não sabiam exprimir uma soma de 13 + 18, pois 3 + 8 causava um certo problema devido ao sistema de numeração utilizado até então.

Apesar do sistema de numeração dos romanos ter dominado as civilizações antigas por cerca de 2000 anos, certos cálculos simples representavam grandes problemas.

O ábaco também foi utilizado por civilizações como a dos egípcios, chineses e hindus.

Quando finalmente o sistema de numeração Hindu-Arábico, introduziu a utilização do zero nos cálculos, o papel começou a ser mais utilizado em cálculos matemáticos e o ábaco começou a perder seu poder, o que não impediu de ele ser utilizado até hoje na Ásia, especialmente na China.

Os ábacos antigos continham 10 contas em cada fio, porém os ábacos utilizados hoje em dia tem a chamada barra divisora, existindo cinco contas abaixo da barra divisora e duas acima deles, desta forma as contas que estão sobre a barra divisora contam cinco, e as abaixo contam apenas um.


Fonte:
http://www.sosprofessor.hpg.ig.com.br/matematica/art/abaco.htm

Leia também! Assuntos relevantes