A Sociedade Fenícia

A Sociedade Fenícia

Por

A sociedade fenícia ocupou a região do mediterrâneo oriental por volta do ano 2000 a.C. Essa civilização ficou conhecida como a grande navegadora do Mundo Antigo.

O território que era ocupado pela sociedade fenícia corresponde hoje ao Líbano e à Síria. Os fenícios eram conhecidos pelas técnicas utilizadas na agricultura e pelo comércio que desenvolviam com os povos egípcios e mesopotâmicos.

A atividade comercial dessa sociedade se baseava na exploração do cedro, de objetos de metais, de tecidos, cerâmicas, jóias e tinturas.

As embarcações da sociedade fenícia também chamavam a atenção. Eles construíam barcos para explorarem as regiões costeiras do Mar Mediterrâneo em busca de recursos minerais.

Em relação à religião, os fenícios eram considerados adoradores de divindades relacionadas à natureza. Eles acreditavam que os deuses eram responsáveis pela fecundidade do solo e pela abundância de alimentos nas colheitas. Essa civilização ficou conhecida pelos sacrifícios humanos que realizava para homenagear os deuses Baal, Astartéia, Dagon, Ayan e Anat.

A sociedade fenícia tinha um governo centralizado. Os principais centros de poder eram as cidades de Biblos, Sidon e Tiro.

O governo era dominado por comerciantes e aristocratas. A base da população fenícia era composta por marinheiros, artífices, camponeses e escravos.

Os fenícios inventaram o Alfabeto Fenício, que serviu como base para o alfabeto grego.

A sociedade fenícia entrou em colapso após o ano de 330 a.C, quando o território fenício foi dominado por Alexandre Magno da Macedônia.

Leia também! Assuntos relevantes