A Independência das Treze Colônias

A Independência das Treze Colônias

Por

A independência das trezes colônias britânicas mudou os rumos da história e da construção dos Estados Unidos da América. Esse evento histórico aconteceu no final do século XVIII por meio da guerra da independência dos Estados Unidos, também chamada de revolução americana.

Outro fator importante sobre essa revolução diz respeito à inspiração que ela promoveu entre outras colônias ibero-americanas que buscavam a emancipação.

A luta das colônias da América do Norte contra o governo da Grã-Bretanha teve como base os princípios democráticos. O movimento tinha o objetivo de colocar um fim à colonização inglesa, que havia começado em 1607.

As 13 colônias já apresentavam uma econômica desenvolvida e, por isso, começaram a ser exploradas financeiramente pela Inglaterra. Isso aconteceu porque a Inglaterra havia sido derrotada pela França na Guerra dos Sete Anos.

Após a guerra, a Inglaterra passou por uma difícil situação econômico-financeira, o que a levou a exigir mais impostos das colônias. Assim, a metrópole criou a Lei do Açúcar (Sugar Act), em 1764, que regulamentava o comércio do açúcar. Em seguida, veio a Lei do Selo (Stamp Act), em 1765, que estabelecia várias taxas a serem pagas por documentos legais e oficiais.

A criação de novos tributos aumentou a insatisfação popular. Em 1767, as relações entre a metrópole e as colônias ficaram ainda mais difíceis por conta da criação de impostos sobre o chá, o chumbo, o papel e o vidro.

Em 5 de março de 1770 ocorreu o massacre de Boston, que resultou na morte de várias pessoas. Esse conflito envolveu os rebeldes e dois regimentos britânicos.

Em 16 de dezembro de 1773, colonos vestidos de índios atacaram três navios de carga e jogaram todo o chá ao mar. O fato foi chamado de Boston Tea Party.

Os ingleses tentaram conter os rebeldes das colônias e buscaram uma represália, mas os colonos novamente se uniram para enfrentar a metrópole. Em 1774, aconteceu na Filadélfia o I Congresso Continental. Depois disso, foi aprovada a Declaração de Direitos e Agravos.

O rei Jorge III, da Inglaterra, determinou que as tropas britânicas nas colônias fossem reforçadas, fato que gerou uma luta armada a partir de 1775. George Washington foi o homem que se destacou no comando da força dos colonos.

Com o conflito, governadores ingleses foram aprisionados ou tiveram que voltar para Londres. Os combates continuaram até que, em 4 de julho de 1776, o Congresso aprovou a Declaração de Independência dos Estados Unidos, que foi redigida por Thomas Jefferson, John Adams e Benjamin Franklin.

Após a aprovação da declaração, as colônias ganharam o direito de se tornarem "estados livres e independentes", sem qualquer compromisso de obediência com a coroa da Grã-Bretanha. O fato resultou no rompimento político entre a metrópole e as colônias.

A Inglaterra só reconheceu a independência dos Estados Unidos em 3 de setembro de 1783, com a assinatura do Tratado de paz de Versalhes.

Leia também! Assuntos relevantes