A Importância da Brincadeira


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


A Importância da Brincadeira

Por Cledir Rocha Pereira

A brincadeira não se cria de uma hora para a outra, ela se transforma. Todas as brincadeiras há claramente um desafia - a conquista de uma princesa, a busca de um tesouro - e os jogadores vão munidos de algumas coisas mágicas. Essa conquista referida, esses elementos do tradicional, dos contos maravilhosos permanecem nas mais atuais brincadeiras.

Antigamente, as brincadeiras tinham um narrador onde através de uma reunião, de uma roda a historia era contata. Se pensarmos no hoje, a posição do narrador ainda permanece em muitas brincadeiras novas ou reestruturadas, ou seja, é colocada uma coisa antiga na brincadeira nova. São coisas diferentes que são inovadores diga-se de passagem, mas que buscam no antigo alguns fragmentos.

Vale destacar que o novo e o velho não são antagônicos, não são inimigos. Não precisamos escolher o antigo ou o novo. O desafio é a construção de algo que seja inovador e que traga junto uma historia, a historia da humanidade.

A brincadeira resgata incalculáveis narrativas. Alguém que se propõe a contar uma historia, uma lenda, um conto de fadas, revelando assim, que o brincar não trabalha com uma única linguagem. Assim a brincadeira passa a ser uma atividade que conjuga muitas linguagens e o desafio, inclusive, é criar linguagens novas. Novas maneiras de expressão. Quando a gente brinca, a gente canta, escreve, trocamos idéias e usamos imagens. Mas então o que esta em jogo?

Está em jogo a forma de expressão, onde o sujeito se coloca como produtor de linguagem, produtor de cultura, contador de historias ... que o brincante não seja alguém passivo, mas que pertença a historicidade da brincadeira.

Hoje, uma das provocações a ser refletido por nossa sociedade é que brincar não é coisa de criança, não é uma atividade de propriedade e exclusividade das crianças. É possível sim, que nós adultos se desloque da administração e do gerenciamento as brincadeiras infantis  jogos e vozes  e permitimo-nos a brincar. Então, vamos voltar a pureza das relações humanas através das brincadeiras?


Cledir Rocha Pereira,
Licenciado em Pedagogia com Habilitação em Supervisão Escolar
e Matérias Pedagógicas do Ensino Médio, pela
Universidade Luterana do Brasil, Canoas/RS



Fonte:
http://cledir.hpg.ig.com.br/artigos/a_importancia_da_brincadeira.doc




Leia também! Assuntos relevantes.

O que fazer pela educação...
O que fazer? Se procedem as acusações feitas ao Brasil de que apenas uma pequena parcela de sua população é beneficiária de sua fase de desenvolvimen...

Como fazer um trabalho escolar excelente?
Um trabalho nota 10 requer muita dedicação e pesquisa em diversas fontes. Os trabalhos escolares são sempre importantes para ajudar a compor as not...

Suspensão Escolar
A suspensão escolar é uma prática disciplinar utilizada em várias escolas. O ato da suspensão escolar é aplicado sempre que os estudantes têm comporta...

Educação para a Democracia
EDUCAÇÃO PARA A DEMOCRACIA: O ELEMENTO QUE FALTA NA DISCUSSÃO DA QUALIDADE DO ENSINO Por Vitor Henrique Paro (Feusp) Quer no âmbito dos estabel...

Educação na China atual
Nos últimos anos, a China revolucionou sua economia graças aos seus investimentos expressivos em educação, que melhoraram a qualificação dos profissio...

Segundo o Ideb a educação brasileira está melhorando. Será?
O Ideb - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, é um indicador da educação brasileira que foi criado em 2005 pelo governo para medir a qualidad...

Gestão Escolar
A gestão escolar: Um campo minado... Análise das propostas de 11 municípios brasileiros Por Nora Krawczyk RESUMO A tendência atual das reform...

Escola: relações e sentimentos
Mesmo estando no século XXI, ainda não conseguimos apaziguar um desafio: construir uma escola sem exclusão, com respeito aos direitos humanos. Uma esc...

(Re)pensando a Educação
Refletir sobre a educação é ação primordial para educadores e comunidade escolar. Mas o que é educação? Educação deriva do latim educativo , ou seja,...

A escola que eu queria para meu filho
Para não cair no discurso gelado do técnico, ou na inflamação vazia do ufanismo pedagógico resolvi, por dois motivos, partilhar desta oportunidade de ...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2016 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados