A Guerra do Ópio


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


A Guerra do Ópio

Conflitos ocorridos na China envolvendo a questão do comércio ilegal de ópio pelos ingleses. A I Guerra do Ópio, de 1839 a 1842, dá-se entre o Reino Unido e a China. Na II Guerra do Ópio, entre 1856 e 1860, também conhecida como Guerra Anglo-Francesa na China, os britânicos se aliam à França contra os chineses. Com a vitória, as duas nações européias obtêm privilégios comerciais e territoriais na China, abrindo o país ao imperialismo.

A Companhia Britânica das Índias Orientais mantém intenso comércio com os chineses, comprando chá e vendendo o ópio trazido da Índia. A droga representa metade das exportações inglesas para a China. Em 1839, o governo imperial chinês tenta deter sua importação ilegal e manda queimar, na cidade de Cantão, 20 mil caixas apreendidas de traficantes ingleses. O Reino Unido envia uma frota de guerra em 1840 e ocupa Xangai. Rendidos pelo poderio naval britânico, em 1842 os chineses aceitam o Tratado de Nanquim, segundo o qual a China é forçada a pagar indenização, abrir cinco portos para o comércio e ceder Hong Kong aos britânicos. Em 1856, o Reino Unido, ajudado pela França, aproveita o incidente com um barco em Cantão para nova investida, iniciando a II Guerra do Ópio. Em 1860, britânicos e franceses ocupam Pequim. Derrotada, a China é obrigada a fazer novas concessões.


Fonte: http://br.geocities.com/vinicrashbr/historia/geral/guerradoopio.htm





Saiba mais

Buscas relacionadas a A Guerra do Ópio em História.


[ Pesquisa escolar lida 50145 Vezes - Categoria: História ]


Leia também! Assuntos relevantes.

China nas Olimpíadas
Os jogos Olímpicos contemplam a tradição de muitos anos, desde a Grécia antiga trazem em seu nome a idéia de força, beleza e habilidade para quem o pr...
Lido: 25451 Vezes

O conflito israelo-árabe
A perseguição e o programa de exterminação dos judeus pelos nazistas, durante a guerra, acarretou uma crise que envolveu a Inglaterra, a Palestina e a...
Lido: 7621 Vezes

Aspectos da Guerra entre Palestinos e Israelenses
Por Carlos Oriente Médio Assunto: Oriente Médio; Ponto de vista: Os aspectos religioso, político e social na guerra do Oriente Médio; Objeti...
Lido: 12635 Vezes

História da China Antiga e China Atual
A China é uma das mais antigas civilizações do mundo e tem uma história de desenvolvimento impressionante. Sabe-se que o Império Chinês já existia ant...
Lido: 14558 Vezes

Conflito do Irã - Iraque
No Irã, a dinastia Pahlevi, no poder desde 1925, foi derrubada em 1979 pelos patidários do aiatolá Khomeini, líder muçulmano da seita radical xiita. C...
Lido: 21742 Vezes

Guerra da Independência Grega
Guerra da Independência Grega, rebelião dos habitantes da Grécia ocorrida de 1821 a 1829, para conseguir a independência do Império Otomano. Os tu...
Lido: 5935 Vezes

Guerras Francesas de Religião (1559-1598)
Série de confrontos políticos e sociais provocados pela fraqueza da dinastia Valois frente ao conflito religioso e à rivalidade aristocrática. O c...
Lido: 5721 Vezes

A revolução de Gorbachev
“No ano setenta da revolução, e sob o vigor de uma nova liderança, a União Soviética manobra para refazer a História”. Roberto Pompeu de Toledo, de M...
Lido: 8616 Vezes

Guerra de Secessão
Como já vimos na Revolução Americana, as colônias inglesas estavam divididas entre o Norte e o Sul. Mesmo com a independência dos Estados Unidos, as d...
Lido: 6832 Vezes

Guerra dos Seis Dias
A Guerra dos Seis Dias aconteceu em junho de 1967, quando Israel invadiu a Faixa de Gaza, a península do Sinai no Egito, a Cisjordânia e as colinas de...
Lido: 6416 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.