A crise do escravismo

A crise do escravismo

Por

Você sabia que o Brasil foi o último país latino a abolir a escravidão? A Lei Áurea só foi assinada pela Princesa Isabel no dia 13 de maio de 1988, trinta e oito anos depois que o tráfico negreiro foi proibido.

A Inglaterra ajudou o Brasil nessa luta, no entanto, fez isso mais por motivos econômicos que humanitários. Por ser movida à mão-de-obra escrava, a produção de açúcar no Brasil era bem mais barata que nas colônias inglesas. Essa situação não era conveniente para a Inglaterra, que nessa época mantinha Portugal e Brasil sob seu comando.

Se o número de escravos no Brasil fosse reduzido, a produção de açúcar iria diminuir e além disso, com os trabalhadores sendo remunerados, os ingleses poderiam vender mais produtos fabricados na Inglaterra.

Foi em 1814, durante o Congresso de Viena, que a Inglaterra começou a pregar o fim do tráfico de escravos, influenciando diversos países europeus e também os Estados Unidos.

No início do século 19 a Inglaterra agiu de forma mais direta, exigindo um acordo com D. João para pôr fim ao comércio de escravos. Com isso, estavam liberados os ataques aos navios negreiros portugueses.

Por esse mesmo motivo, a Inglaterra apoiou a Independência do Brasil em 1822. Contudo, a sociedade brasileira não aceitava o fim da escravidão, pois as estruturas políticas e econômicas do Brasil dependiam dos escravos.