500 anos de Brasil

500 anos de Brasil

Por

O Brasil completou 500 anos de sua descoberta no dia 22 de abril de 2000. Realmente o que foi comemorado foi a tomada de posse por Portugal das terras de hoje se chamam de Brasil. Acredita-se que outros navegadores já tinham conhecimento do território.

Durante o processo de descobrimento, as cartas da época revelam como foi espantosa a diferença entre os europeus e os povos habitantes latinos, os índios. Os índios eram homens sem leis, sem regras e sem infraestrutura. A natureza do local, porém, era exuberante aos olhos extrangeiros.

O Brasil carrega ainda problemas sociais por causa de sua história, principalmente os causados pela escravidão. Mais de cem anos depois da abolição da escravidão os problemas sociais não conseguiram ser sanados. A discriminação social é muito forte na nossa sociedade.

É interessante na formação do Brasil a pluralidade cultural. Nós somos um país mestiço, não só com relação à etnia, mas também com relação à cultura. E o brasileiro tem mais facilidade de lidar com essa realidade do que nações européias, por exemplo.

Nesses 500 anos nasceu também o conhecido “jeitinho brasileiro”. A malandragem no Brasil é mais uma questão cultural que real. A questão da vadiagem foi nascendo no país principalmente pela recusa do povo em aceitar trabalhos e condições impostas pela elite européia. O malandro é personagem histórico no país, principalmente no Rio de Janeiro, cidade que foi Capital Federal.

A língua portuguesa foi ganhando variações nas regiões do Brasil. Expressões, gírias, sotaques enriquecem a cultura nacional e mostram a nossa diversidade histórica.

Hoje, o Brasil ainda sofre por ter uma elite predadora. Essa elite predadora domina o país desde a época do comando da monarquia portuguesa. Esse é o grande desafio do Brasil: transformar uma elite que deforma a sociedade em uma elite que tende a igualar os níveis sociais.


Juliana Miranda - Equipe do GrupoEscolar.com
Licença:
Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes